quarta-feira, maio 27, 2020

Ciao!

Disponível na Amazon 

Clara está de volta, ainda na ressaca dos eventos de Chuta que é carma. Será que agora ela consegue encontrar o que tanto procura?

Agarra que é amor – Vanessa Bosso – Astral Cultural
(2016)
Personagem: Clara em busca de si mesma

Depois de tudo que ocorreu na viagem com Patty, Clara está no fundo do poço. Mas o convite para se internar em um spa em busca de equilíbrio ficou martelando na cabeça. Especialmente porque era o spa do Thiago, o médico que a havia flagrado em uma compra descontrolada. Empurrada por Patty, lá foi Clara entender se, depois de tanto carma, havia chegado a hora do dharma.

Comentários:

Ela diz que melhor é morrer
Pois amada não é
E o verbo é sofrer

- Clara precisa amadurecer. Isso é o fato. Ela sempre cria expectativas do tamanho da Rússia e quando se depara com a realidade se sente menos que o último ser humano sobre a terra. E curiosamente passou a ver o nome Thiago em todos os lugares. Justamente o médico que a havia flagrado se abastecendo para esta crise de autopiedade. Para piorar, começou a ser assombrada pelos ex que mereciam continuar na tumbalacatumbatumbalacata...

- Incentivada por Patty, as duas se internam no spa por dez dias. Lá, descobrem que é mais que tratamento de beleza ou para emagrecer, é todo um conjunto de terapias para fazer com que Clara enfrente as causas dos problemas dela. 
“- Volte-se para dentro, reconecte-se com a sua essência. Como eu disse, somos um universo. Portanto, todo amor que precisa está dentro de você, não fora. Não procure no outro o que deve encontrar em você primeiro”. 
- Clara, obviamente, é designada para o tratamento de choque realizado por Thiago e pelos outros especialistas. O problema é que ela se recusa a entender que o processo não vai poupá-la da dor de ver que a forma como encara o mundo, as frustrações e a vida em geral não é a mais adequada. Ela precisa aprender a enfrentar e superar. Só que ela se embrenha no ciclo da autopiedade e fica sempre se fazendo mal, sofrendo, tentando, quebrando a cara e voltando a se fazer mal e sofrendo.

- Confesso que eu também não teria bons momentos no spa não convencional de Thiago. Talvez não tantos quanto o ego de Clara, porque não é fácil este processo de autoconhecimento, autocrítica e abandono de práticas a que se está condicionada, mas que não fazem bem. Em muitos momentos dos dois livros, considerei Clara imatura e a temporada no spa vai forçá-la a encarar isso também.

- Quando consegui engrenar, a leitura fluiu. Acabei em horas. E por favor, universo, adoraria um dr. Thiago – de preferência, uma versão morena dele – para me ajudar a encontrar o rumo na vida. Afinal de contas, tem que ser muito bem resolvido para não temer abraçar o caos.

Dueto:
Agarra que é amor!


Bacci!!!

Beta

domingo, maio 24, 2020

Ciao!

Disponível na Amazon 


Não é uma história fácil de ler. Porque fala sobre violência doméstica. Destacando que não tem CEP para que esses abusos ocorram.

A outra história do livro é Nove meses para o perdão, da Maisey Yates.

Consequências do Desejo – Michelle Smart – Jessica 2 Histórias 285 (Consequências & Perdão)
(Claiming his Christmas consequence - 2016)
Personagens: princesa Catalina Fernandez, de Monte Cleure e Nathaniel Giroud

Após o fim do noivado com um dos príncipes de Agon, a princesa Catalina seria prometida a outro nobre. Neste intervalo, o empresário Nathaniel Giroud tinha planos: queria apenas uma noite, para provar que a princesa impecável sentia o mesmo que ele. No entanto, a situação saiu do controle de ambos, com uma gravidez inesperada. Agora, ele teria que se casar para restaurar a reputação da princesa, mas não poderiam ficar juntos.

Comentários:
A princesa Catalina era um espécime raro de mulher. Além de ter classe e dignidade, era extremamente bonita. Portava-se com serenidade. Olhar para ela era como ver um quadro ganhar vida. Alta, com cabelo negro e olhos cor de chocolate derretido, ela possuía a pele clara e imaculada como alabastro. Naquele dia, usava um vestido cor de pêssego que ia até os joelhos e realçava seus seios e sua cintura fina, sem exibir um centímetro a mais do que o necessário de carne. O cabelo preso em um coque no topo da cabeça colaborava para lembrar a sofisticação dos anos 1960. Era um estilo que só ela poderia usar.
Parecia não ter defeitos.
Mas, claro que todos têm defeitos, e ele ansiava por descobrir os dela.
- Como antecipei, não é fácil ler a trajetória de uma pessoa que só conheceu abusos. A Princesa Catalina é obrigada a ser um joguete subserviente à vontade do pai, que é manipulado pelo irmão mais velho, Dominic. E o príncipe odeia a irmã e nunca perdeu uma oportunidade de agredi-la. O único valor dela era como representante da realeza de Monte Cleure, principado próximo aos Pirineus, entre a Espanha e a França, porque a população a amava.

- Na única vez que ela tentou fazer algo fora do script de princesa terminou grávida de um empresário plebeu que era desprezado pelo príncipe. E foi obrigada a se casar com ele, mas uma união que teria data de validade – e quando fosse encerrada, ela seria repassada a um aristocrata, como convém a uma princesa.

- Nathaniel não ajuda nem um pouco no início da história. Ele também se une, mesmo involuntariamente, aos homens que pensam que Catalina não tem desejos próprios. Queria satisfazer o desejo que sentia por ela, sem compromissos. Com a gravidez, virou marido detestado acintosamente pelos homens que governavam a família Fernandez.
A culpa era sua. Deveria ter deixado Catalina em paz. Aproveitara-se da sua vulnerabilidade durante o casamento em que ela deveria ter sido a noiva. Poderia tê-la deixado sozinha, mas a possibilidade de levar a única mulher que ele considerava inatingível para a cama fora irresistível. E mesmo saber que ela era virgem não conseguira detê-lo.
- Catalina, pela primeira vez, pode viver fora do palácio, mas sabendo que, qualquer outro erro, não poderia voltar. Sim, ela tinha a perder as poucas lembranças afetivas que viveu no local. Mesmo casada, não estava totalmente livre, porque o marido agia como se também estivesse sendo castigado.

- Uma atitude inesperada força a convivência que Catalina tanto queria. E permite que Nathaniel veja muito mais que a princesa além da fachada e da amante por uma noite. Os dois descobrem pontos em comum, que podem fortalecê-los no embate contra o controle que o príncipe e o rei de Monte Cleure exercem sobre Catalina e sobre os empreendimentos de Nathaniel no país.

- É uma história sobre traumas, sobre escolhas, sobre consequências e sobre quebrar ciclos viciosos para finalmente viver sem culpa, sem medo e sem agressões. Não é fácil, mas vale a pena ler.

IMPORTANTE: Violência - em todos os casos - é crime. No Brasil, lembrem-se da Lei Maria da Penha e indiquem ajuda. Liguem 180 ou o Disque-Denúncia Unificado, 181 ou o telefone da PM, 190. 

*O livro faz parte do selo de histórias “Uma noite com consequências”  e também está relacionado à trilogia Kalliakis’ Crown, publicada no volume único Jessica 3 Histórias 4 - A coroa de Agon. A princesa Catalina era a noiva prometida do príncipe Helios. Não achei em Português a história da irmã dela, a princesa Isabella Fernandez - An unexpected Christmas proposal


Bacci!!!

Beta

sábado, maio 23, 2020

Ciao!!!


Uma das novidades divulgadas durante a live do Dan Brown com a Editora Arqueiro (se não viu, o vídeo está logo abaixo) foi o anúncio de que ele escreveu um livro para crianças.

E não contente, compôs as músicas que vem junto com a história para as crianças e adultos ouvirem e lerem juntos. 

Confira a sinopse:

Viaje pelas florestas e ao redor dos mares com o Maestro Ratinho e seus amigos musicais! Você vai conhecer a imensa baleia azul, guepardos supervelozes, besouros minúsculos e cisnes elegantes. Cada um deles tem um segredo especial para lhe ensinar.

Ao longo desta jornada, você vai encontrar as surpresas que o Maestro Ratinho deixou pelo caminho – uma abelhinha que vive se escondendo, letras embaralhadas que formam palavras e até uma mensagem em código para você mesmo decifrar!

O lançamento está previsto pra setembro. Mas já está em pré-venda na Amazon, com direito a uma carta do autor. 

"Queridos leitores,
Muito antes de escrever histórias... Eu escrevia músicas.
Meus pais eram músicos e professores, então cresci estudando piano clássico, cantando em corais e assistindo a MUITOS concertos. Quando eu era criança, a música era meu refúgio secreto. Ela me acalmava quando eu ficava frustrado, era uma amiga fiel quando eu me sentia solitário, me ajudava a expressar alegria quando eu estava feliz e, o melhor de tudo, despertava minha criatividade e minha imaginação. Até hoje toco piano todos os dias – normalmente ao fim de um longo dia escrevendo.
A música é uma espécie de narrativa, e os movimentos de orquestra em Sinfonia dos animais, os poemas e as ilustrações que os acompanham trabalham em conjunto (como um código!) para contar uma história e revelar algo engraçado ou interessante sobre a personalidade de algum animal. Se você escutar com atenção, poderá encontrar cada um desses bichinhos escondido na música. Além disso, cada um deles ensina uma lição, formando uma coleção de “segredos para a vida” que vão ajudar você a crescer.
Espero que você se divirta lendo e ouvindo Sinfonia dos animais tanto quanto eu me diverti ao criá-lo.
Um abraço,
Dan"
Confira a íntegra da live do Dan Brown:


Bacci!!!

Beta

quarta-feira, maio 20, 2020

Ciao!



A próxima segunda-feira, 25, é o Dia do Orgulho Geek e Dia da Toalha.

Para comemorar, vários e-books da Arqueiro estão em promoção! É a hora para quem estava pesquisando preços garantir a compra!

Confira!

  

   

  

  

  

  

Bacci!!!

Beta

domingo, maio 17, 2020

Ciao!


 Disponível na Amazon 

Vamos ver vingador quebrando a cara? Prepara o lanchinho, fique confortável e venha comigo.

A outra história deste livro é Romance de Fachada, Dani Collins

Melodia do Coração – Julia James – Jessica 2 Histórias 277 (Falsas Imagens)
(A tycoon to be reckoned with – 2016 – Mills & Boon Modern Romance)
Personagens: Sarah Fareham e Bastiaan Karavalas

Bastiaan foi convocado pela tia para salvar o jovem e romântico primo Philip das garras de uma cantora de boate. Ele aceitou a missão para poupar o rapaz do sofrimento que passou, de ser usado como um caminho para uma aproveitadora ter acesso a muito dinheiro. E não estava disposto a falhar. A soprano Sarah assumiu o papel de Sabine Sablon depois que a verdadeira cantora fugiu da cidade. Era uma forma de se manter enquanto ensaiava com a companhia musical para um evento que poderia ser um passo importante para a carreira dela. Ter o espaço e a vida invadidos por um homem poderoso não estava nos planos. No entanto, ele não a deixaria escapar.

Comentários:

- Preconceitos, troca de identidades, atração fulminante e homem poderoso bancando o justiceiro contra uma jovem que não era a culpada do orgulho ferido dele. Sim, temos tudo isso.

- Com o detalhe: nós sabemos as histórias pregressas dos protagonistas: a raiva que movia Bastiaan e a identidade “artística” de Sarah. Um desconhece as motivações do outro. Ao mesmo tempo, a autora cria alguns mistérios que colocam as atitudes de Sabine/Sarah sob a suspeita de Bastiaan, mas deixa para explicar a quem lê – e ao protagonista – só no momento das revelações.

- Bastiaan tem a boa intenção de proteger o primo, no entanto, tem o julgamento nublado pelo orgulho ferido no passado. Por isso ele viajou até Mônaco, intervém no suposto relacionamento porque já tinha julgado Sabine/Sarah pelo que pensava que ela é. Enxerga malícia e duplo sentido em várias atitudes dela. Mas ele não tem a menor ideia de quem ela era de verdade. Realmente, percebe que ela se sente atraída por ele e resolve utilizar isso em proveito próprio.

- Sarah só ambiciona poder se firmar como cantora de ópera. E a apresentação da companhia no festival seria fundamental para isso. Assumir o papel de Sabine era parte de um trato para conseguir ensaiar. Ela não entendeu, a princípio, por que aquele homem poderoso e sedutor a abordou com a certeza de que seria atendido. Não entendeu por que o corpo dela reagia a ele como nunca reagiu a ninguém antes. Permitiu-se aproximar, alertá-lo sobre o jovem Philip, mas não conseguiu resistir. E pagou o preço por isso.

- Eu já vi várias reações das protagonistas de Julia James no momento que descobrem a verdade sobre os homens com quem se envolveram: que – por alguma razão – elas não são dignas do respeito e de nenhum sentimento positivo por parte deles. Que foram meramente usadas em nome de uma “justiça” a ser feita. Mas a reação de Sarah é uma daquelas que, se eu tivesse visto ao vivo, teria aplaudido.

- Enfim, não é à toa que esta história está em um livro que se chama “Falsas Imagens”. É perfeito para esta história. Bastiaan fez uma falsa imagem dela, por causa das experiências anteriores. Sarah acreditou na falsa imagem que ele projetou, pensando que realmente estava interessado nela. Por isso, como diz Marília Mendonça “ninguém vai sofrer sozinho. Todo mundo vai sofrer”



Bacci!!!


Beta