sábado, novembro 17, 2012


Ciao!!!


Obrigada, Linda Howard por ter escrito este livro! Graças a ele ganhei uma promoção da Queridas Harlequin (que me rendeu todos os lançamentos de outubro YEAY!) e foi o exemplo fofuxo de que pensamento positivo tem poder! Em agosto pedi por ele. Em outubro, eu o ganhei.

Amando Evangeline – Linda Howard
(Loving Evangeline – 1994 – Silhouette Intimate Moments)
Personagens: Evangeline Shaw e Robert Cannon

O temido empresário Robert Cannon estava enfrentando um problema sério: um vazamento de informações confidenciais de um projeto que uma de suas empresas estava desenvolvendo para a estação espacial. Um relatório indicou um funcionário suspeito e uma possível cúmplice, a dona de uma marina em Huntsville, no Alabama. Robert decide tomar a frente da equipe de investigação e ele mesmo executar o plano de aproximação com os suspeitos... Foi quando conheceu Evie Shaw e decidiu usar todas as armas para verificar se ela era espiã, inclusive a sedução.

Comentários:

- Este é o livro-irmão de Esposa ou Amante?, onde nós conhecemos Robert Cannon, o meio-irmão de Madelyn (a protagonista arrasa-quarteirão da história anterior). E assim como Esposa ou Amante?, Amando Evangeline é livro de leitura obrigatória. Ponto final. A história prende do início ao fim, porque da nossa posição privilegiada de leitora, temos informações que Robert não sabe sobre Evangeline e que Evangeline não tem a menor ideia sobre Robert. Então, nós sabemos o quanto cada escolha dos personagens pode custar para si mesmo, para os outros e, no caso, para a relação entre os protagonistas.

- Evangeline é uma daquelas mocinhas que dá gosto de ler e torcer por ela. Com uma vida marcada por perdas e tragédias, conseguiu se firmar como a dona de uma pequena marina. E sua vida seguia tranquila, longe de relacionamentos e cercada apenas pelas poucas pessoas a quem amava de verdade, como os parentes e amigos mais próximos. 

- O livro começa quando ela está cismada com um dos clientes da marina, Landon Mercer, que sempre aluga um barco falando que era para pescar, mas o “disfarce” não engana quem conhece pescador de verdade. Com medo de ele estar envolvido com algo ilegal que possa afetar o estabelecimento, Evangeline decide vigiá-lo, mas ainda não conseguiu descobrir o que é que ele tanto faz no rio... e se não bastasse essa preocupação, uma série de problemas – que vão em um “crescendo” (de pequenos a gigantes) – começa a bagunçar a vida dela e colocar em risco o local que ela tanto ama.

- Evangeline não tinha a menor ideia de que a mente por trás dos problemas atende pelo nome de Robert Canon. A partir do relatório feito pelos investigadores, ele acredita que Evie é cúmplice e até mesmo amante de Landon. Decide averiguar por contra própria e se surpreende com uma incrível e quase incontrolável atração sexual que o leva a outra decisão: independente da participação dela no esquema do vazamento de informações, ele teria um caso com ela. Depois a entregaria para Justiça.

- Então temos o confronto de vontades entre um homem poderoso (Evangeline nem pode sonhar quanto – digamos que em 1994, a internet ainda não era essa coisa toda, não havia um Google para ela levantar a ficha do cara) que é um poço sem fim de poder sexual capaz de tirar qualquer mulher do prumo, com uma pessoa magoada pelas perdas do passado. Tudo isso tendo a sombra do possível envolvimento de Evie com o vazamento das informações...

- E Robert... Bem, durante o livro, me peguei tirando as seguintes conclusões a respeito dele:

1) Ele levou a sério a música “entra na minha casa, entra na minha vida”. Muito sério mesmo. E não deu chance a ela de colocar limites, porque se encarregou de destruir qualquer coisa que Evie colocasse no caminho.

2) Tenho certeza de que Robert é do signo de Escorpião, se bobear, com ascendente em Escorpião. Aliás, nem sei se é possível, mas acho que só tem signo teimoso e mandão no mapa astral dele. Sério. Não consegui encontrar o meu lindo livro da Linda Goodman, Seu futuro astrológico, onde ela detalha as personalidades de homens, mulheres, crianças, chefes e empregados de cada signo, para citar com mais propriedade. 

- Pelo que lembro, as atitudes de Robert são gritantemente escorpianas – no bom e no péssimo sentido: possessivo, ciumento, protetor, determinado, mente analítica e impiedosa, sexy, sensual, charme e carisma (perdi a conta de quantas vezes Evie comenta que notou a incrível capacidade dele de analisar uma situação e usar a capacidade de manipulação para conduzi-la do jeito que for melhor para ele), um dos melhores amantes do Zodíaco que, ao mesmo tempo invade a vida alheia, mas protege com segurança de Fort Knox a própria privacidade. Desta forma, ele invade a vida dela e tenta se livrar de tudo que não seja ele – inclusive (e principalmente) lembranças do primeiro marido de Evie.  

3) E diante de tudo que Robert faz, sinceramente, não sei o que eu faria com ele. Houve momentos em que quis matá-lo com requintes de crueldade de blogueira escorpiana porque, na minha opinião, ele extrapolou todos os limites de respeito pelo próximo, no caso, Evie. 

- Porque, se em Esposa ou Amante?, Madelyn pode brigar (e briga – até hoje a cena do frango me faz rir) de igual pra igual com o marido-mula, aqui, Evangeline não tem a menor ideia de que ele está por trás de alguns problemas dela por causa da suspeita de envolvimento na espionagem industrial. E mesmo assim, ela luta até os próprios limites – e meu desespero aumentava porque eu sabia que ela não tinha chances. 

- Robert pensa que consegue controlar tudo conforme os próprios interesses, claro que isso não vai acontecer e é óbvio quem vai pagar o pato é a parte mais fraca nessa história... Achei injusto com Evangeline, o que ela não dá a ele em confiança, ele acaba tomando, por bem ou por mal, sem querer querendo. No fim das contas, sabemos que Robert vai se mancar do que representa o título do livro e temos a certeza de que ele vai tentar compensar tudo que fez errado. Só não sei se voltaria a confiar em um homem, por mais tudo de bom que ele fosse, que tivesse feito o que ele fez. Mas tenho fé que a Evangeline colocou o Robert na linha... E que ele tenha aprendido mesmo a lição.

- Links: Goodreads e no All about romance. Além de outros livros da autora no Literatura de Mulherzinha

Arrivederci!!!

Beta
Reações:

5 comentários :

  1. Excelente resenha, li este livro em 2 dias!

    ResponderExcluir
  2. Ótima resenha, Beta!!!

    O livro é ótimo, mas continuo querendo matar o Robert com requintes de crueldade de leitora escorpiana.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Adorei sua resenha e sou louca para ler este livro. Só preciso me preparar psicologicamente, para não cometer um assassinato literário... kkkkkkk
    Eu já ouvi vários comentários sobre o livro e sempre que falam nele a mulherada fica a suspirar... Preciso ler pra descobrir o que esse Robert tem de tão especial!!! Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  4. Um homem machão que irá irritar-me muito !!!

    ResponderExcluir
  5. Olha eu costumo me irritar com protagonistas, mas Linda Howard mitou demais nesse livro, que já li 4x, eu adoro o Robert e Eve, está na lista dos melhores que já li sem sombra de dúvidas.

    ResponderExcluir