sábado, agosto 19, 2017

Ciao!!!


  
Sim, já li alguns livros da Julia James. Ela sempre dá um jeito de pegar o estereótipo “dominador quebra a cara” e transformar em algo que meu eu escorpiano vingador ama de paixão.
E quando ela resolve variar e arruma um herói fora dos padrões? Amo muito também.
Foi o caso aqui.

A outra história é Acordo Arriscado, de Rachael Thomas.

Atração Proibida – Julia James – Jessica 2 Histórias 257 (Honra & Prazer)
(The Forbidden touch of Sanguardo – 2014 – Mills & Boon Modern Romance)
Personagens: Celeste Philips e Rafael Sanguardo

Foi um caso de fascínio à primeira vista. Rafael viu Celeste em um evento e ficou hipnotizado pela mistura de beleza e palidez ao vê-la descer as escadas. Tentou se aproximar, mas ela escapou, após uma inusitada conversa sobre estrelas e galáxias. Mas não foi a última vez que eles se encontraram. Em seguida, Rafael interveio em uma situação delicada. Os dois ficaram próximos, mas será que o que tanto atormentava Celeste a deixaria ser feliz ao lado de Rafael?

Comentários:

- Aquela coisa de que somos nossos piores inimigos se revela verdadeira quando chegamos finalmente ao segredo que tanto atormenta Celeste neste livro. Como de costume, ao longo da trama, a autora deixa insinuações do que pode ter ocorrido, mas sempre guarda uma grande surpresa para o momento da revelação. O fato é que este segredo paira como uma condenação dela para com ela mesma, o que é pior. Por causa dele, Celeste se isola, se pune acreditando não ser digna de nada – e depois de alguns anos alimentando esta sensação diariamente, quem seria capaz de convencê-la do contrário?

- Eis que surgiu o determinado Rafael Sanguardo no caminho dela. O homem que se fez sozinho, vindo de um país minúsculo e praticamente desconhecido na América Central, era uma força rica e poderosa a ser respeitada. Em um dos eventos a que compareceu viu uma jovem linda e pálida. Conseguiu conversar com ela sobre um assunto surpreendente: astronomia. Salvou-a de um homem indesejado. E se viu disposto a se aproximar e conhecê-la melhor. Mas ela sempre dava um jeito de ignorá-lo e evadir.
- Shhh... esta é a minha promessa a você, Celeste. Minha promessa de que, se você se entregar a mim, eu me entregarei a você na mesma proporção. O que quer que tenha passado, será desfeito. -  Ele sorriu sem jeito. – Vamos devagar... o quanto for necessário. Eu prometo.
- Aí ao invés de ele ignorá-la, despertou justamente o contrário: acostumado a ser perseguido por ser um excelente partido, ele ficou intrigado por ser rejeitado e ficou no pé dela. O fato é que ele não estava preparado para as surpresas que estar com Celeste poderia trazer e nem para as dificuldades que teria que superar. E estou para ver homem mais determinado que Rafael. Como já diz o ditado, água mole em pedra dura tanto bate até que fura. Neste caso, ele insistiu, persistiu, até receber uma chance.

- Geralmente a autora escreve homens dominadores que pensam que são os donos da verdade, julgam, condenam e manipulam as mulheres conforme seus interesses até o momento em que a verdade explode e ele se vê obrigado a rever todos os conceitos e correr atrás do perdão da garota que magoou (há um dela, inclusive, Beijo Fatal, que a lambança foi tão profunda que eu acredito que, na vida real, não teria perdão). 

- Neste caso, ela cria um homem que se fortaleceu diante da dificuldade, que se encanta por uma mulher linda e surpreendente, mas justamente a verdade – e as consequências dela - poderia separá-los. Para libertar Celeste da própria consciência, Rafael teria que fazer valer o significado do nome “aquele que cura” e fazer com que ela lidasse com a verdade para que o passado deixasse de ser o inimigo dela, dele e da possível felicidade que teriam juntos. É melancólico, é tocante, é angustiante. Gostei da proposta da autora e de como ela executou. Para quem gosta deste tipo de trama, pode ser uma boa dica.


Bacci!!!

Beta
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário