domingo, janeiro 28, 2018

Ciao!


Creio que todo mundo já ouviu falar nas histórias de Avalon e do Rei Arthur. Se nunca leram “As Brumas de Avalon”, recomendo (li há muito tempo antes de ter blog, está na lista dos que preciso reler para colocar aqui). Bianca Briones reconta essas lendas. Uma opção para quem conhece se divertir e um convite para quem não conhece, buscar mais informações.

Sonhos de Avalon: A última profecia - Bianca Briones - Bertrand Brasil
(2017)
Personagens: Melissa e os reinos de Avalon e Camelot

A vida de Melissa e de Morgana estava estranhamente ligada e elas não sabiam o motivo. A jovem morava em Quatro Estações e lidava com a morte do irmão e o pai em coma após um acidente. Em Avalon, Morgana estava com medo dos poderes cada vez mais descontrolados e com o que Merlin dissera sobre ela e Arthur terem que se separar. O que será que os sonhos queriam dizer? Qual o papel que poderiam desempenhar para salvar a Britânia e manter a magia protegida?

Comentários:

- Como faz um bom tempo que li As Brumas de Avalon, não me recordo de detalhes, só de aspectos gerais. De que era uma história onde a gente acompanhava os personagens ao longo dos anos; muita coisa triste e ruim acontecia com eles e da minha raiva de uma pessoa em especial (por causa de uma descoberta que fiz quando todas as peças se encaixam e a gente entende o que se passou).

- Já deu para entender que a forma como Bianca optou por fazer a sua releitura da história manteve o foco em cima das mulheres. Sim, porque todos se lembram de Rei Arthur, de Lancelot, dos Cavaleiros da Távola Redonda, mas a maior parte da trama nos na série original está nas mãos, decisões e nas tramas das feiticeiras Viviane, Morgana e Morgause e de Guinevere. 

- Aqui há uma interligação entre Morgana e Melissa – as duas são fundamentais para manter Avalon e Camelot em pé. Arthur é um rei pressionado, pelo dever de proteger o próprio povo que adora a Deusa, pelos saxões que conquistar o terreno e por Roma, que querem a conversão de todos aos deuses cristãos. A profecia diz que a última filha de Avalon virá para ajudá-lo a salvar a Britânia e proteger a magia. Mas quem seria e a que preço isso seria possível?

- Ao contrário da série Batidas Perdidas que só li o primeiro porque não me adaptei à trama – apesar de elogiar a escrita da autora –, gostei da proposta da autora. Estranhei um pouco o ritmo, até entender que estamos acompanhando um jogo de xadrez onde vários jogadores e interesses interferem no tabuleiro. Ninguém joga xadrez correndo. As decisões devem ser ponderadas e medidas porque todas terão consequências – e a meta é conseguir o xeque mate, não ser derrotada por ele. Assim, os personagens mais experientes em movimentar os peões – ou seja, manipular os outros conforme sua vontade – garantem que tudo é pelo bem comum. No entanto, outros duvidam desta versão e querem tentar alternativas. Há quem se esgueire pelas beiradas buscando informações e formas de levar vantagem. Há quem não tenha a menor ideia do que está acontecendo e quem intui que algo está se desenrolando e quer compreender como tomar as melhores decisões. Tudo isso com a sombra da traição pairando e agindo sempre que encontra uma brecha.

- Temos laços familiares fortes e também os contestados. Temos a lealdade entre Arthur e seus cavaleiros sendo testada de várias formas. Temos a amizade entre Arthur e Lancelot sendo o fiel da balança. Temos Merlin e Viviane com noção mais ampla do quadro e sendo o motivo da desconfiança de todos os outros. E nesta confusão toda, Morgana e Melissa descobrindo quem são e como podem interferir neste tabuleiro para bem ou para mal.

- É o primeiro livro de uma duologia. A edição é caprichada e bonita, a capa escancara a interligação entre Melissa e Morgana, e outros detalhes como tipologia escolhida e as primeiras páginas de cada capítulo serem pretas. Há um mapa logo no início para nos situar onde a história se passa. O que mais gostei foi a carta da autora explicando o processo por trás da criação da história. Com o final que deixa muitas missões em aberto, agora é esperar para ver o desfecho na segunda parte, que ainda não teve data de publicação anunciada.


Bacci!!!

Beta
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário