sábado, março 17, 2018


Ciao!



Depois de vários livros, várias provas, muito sofrimento, algumas atitudes imprudentes e sacrifícios, chegou a hora da batalha final.
Só que antes, adivinha? Exato, alguns perrengues para serem resolvidos – ah, claro, sem morrer no caminho.

A Coroa da Vingança – Colleen Houck – Arqueiro
(Reunited - 2017)
Personagens: Lilliana Young, Tia, Ashleigh, os Filhos do Egito, os Deuses contra Seth

Seth está ficando cada vez mais forte e está chegando a hora de se posicionar para enfrentá-lo. No entanto, um problema enorme pode comprometer a frente de defesa do mundo: Lilly perdeu a memória. Nem Ashleigh nem Tia conseguem fazê-la se lembrar do que enfrentaram até então e de tudo que pode acontecer se elas não estiverem prontas para derrotar Aquele que Desfaz. Sob risco constante de serem mortas ou de perderem aliados, elas precisam recuperar a memória de Lilly, reviver os Filhos do Egito, encontrar os Deuses e estarem a postos para a Libertadora poder agir e salvar os Cosmos.

Comentários:

- Peguei o livro, confesso – sem ler a sinopse (se tivesse lido, não teria me assustado), e surpresa: Lilly perdeu a memória (o motivo será explicado com o andamento da trama). Ah, que maravilha. Era só o que faltava! Tem como complicar mais? Claro que tem! Ela precisa encontrar e despertar os Filhos do Egito porque Seth está preso por muito pouco – e mesmo assim tem aliados fazendo muito estrago por aí.

- O ponto de partida serve pra deixar a gente mais tenso ainda. A jornada até o final se alonga para reapresentar o universo de que Lilly não se lembra de forma que ela consiga absorver as revelações e compreender a importância do papel que precisa desempenhar para conter Seth. Ah, ela não se lembra de Amon! Aí eu confesso que quase tive um chilique, porque ok, ele fez uma idiotice no segundo livro, mas não merecia ser esquecido. Ainda mais porque há outros corações – inclusive o dela – em jogo.

- Tudo que foi escrito nos dois livros e a novela lançados antes vão convergir para esta história. Personagens, histórias, contos, cenas extras, tudo forma um quadro mais amplo que leva à batalha final. Lilly, Tia, Ashleigh, Amon, Ahmose, Asten vão precisar superar seus receios, piores pesadelos, dúvidas e fraquezas sem se esquecerem de que funcionam como uma equipe e uma decisão individual afeta a todos.

- Além disso, terão que lidar com separações, com ferimentos, com riscos mortais, com escolhas complicadas e arriscadas pelo que seria melhor e com perdas e sacrifícios. Ninguém sairá desta jornada como entrou – e alguns não sairão (houve algumas perdas que eu não esperava e outras me surpreenderam). Afinal de contas, estão enfrentando o Deus do Caos que não se importa nem um pouco em destruir quem se coloca no caminho dele – e mesmo quem não está no caminho – apenas pelo prazer que sente em demonstrar o poder que sentiu que foi relegado pelos outros Deuses.

- Sem dar spoilers, o final é apoteótico. Confesso que fiquei imaginando como num filme (pra ser sincera, fiquei imaginando como se fosse um animé, não me perguntem o motivo. Minha mente cisma com umas coisas e eu aprendi a não discutir, só aproveitar) as cenas, as reviravoltas, os segredos revelados os envolvidos e os embates até o resultado final. Tudo faz sentido, tudo se encaixa. Ninguém se sacrifica em vão. No fim das contas, vence a esperança em dias melhores, em pessoas melhores e no afeto – não importa como – entre elas.

- No geral, a série é muito boa. Permitiu que eu me recordasse do que conhecia da mitologia egípcia, criou um universo próprio e tornou os personagens importantes para quem lê. Agora que chegou ao final, estou esperando a dona Colleen finalmente lançar o último livro da Saga do Tigre, porque essa eu só li o primeiro  (A maldição do Tigre), tenho os outros e estou esperando O Sonho do Tigre para fazer uma maratona!

Série Deuses do Egito
3 – A Coroa da Vingança – Reunited 


Arrivederci!!!

Beta

Reações:

0 comentários :

Postar um comentário