segunda-feira, abril 30, 2018

Ciao!!!




Ganhei este livro em uma promoção do Mulheres Românticas – obrigada garotas! Demorou um pouco para aparecer por aqui, mas finalmente chegou.
Como disse, depois de um grego vingativo, agora é a vez de um italiano teimoso.

*** A outra história é Inocência, da mesma autora.

Esperança – Kate Walker – Harlequin Dueto 3 (Avassaladores)
(The italian’s forced bride – 2006 – Mills & Boon Modern Romance)
Personagens: Alice Howard e Domenico Parrisi

Alice se cansou de ser a amante de Domenico, colocou fim no relacionamento e voltou para a Inglaterra. Mas descobriu que estava grávida e considerou ser honesto avisar ao pai. Antes de receber o recado, Domenico tinha decidido que não estava preparado para encerrar o relacionamento e foi atrás dela na Inglaterra. Ao saber da novidade, o homem que não estava disposto a casar mudou rapidamente de ideia. E Alice ficou presa na dúvida se era por ela ou apenas para ter acesso ao bebê.

Comentários:

- Assim como no caso do grego vingativo, temos o italiano controlador com todos os clichês a que temos direito. Homem rico se encanta por estrangeira que trabalhava em um restaurante em Florença. Ele se esforça no charme para seduzi-la e ela cede. Começam a ter um caso que satisfaz até o momento em que Alice se questiona se não merece mais do que ser “a amante do momento”, situação que se agrava ao ouvir que ela estava apenas no caminho de Pippa Marinelli. Ela concluiu que merecia ter amor-próprio e caiu fora.

- Domenico não estava acostumado a ser abandonado. A não dar a última palavra. Por isso, após semanas afirmando para si mesmo que o gesto dela não o afetava, decidiu ir atrás de Alice na Inglaterra e informá-la de que ele não estava disposto a terminar o caso. Só que, a essa altura, havia mais um fator a ser levado em conta: ela estava grávida e ele era o pai. Desta forma, o homem que afirmava em altos prados que não queria se casar se viu propondo casamento. E a mulher que não queria ser apenas uma amante se viu hesitando em aceitar o papel de esposa.

- Aí começa o impasse “ele me ama? Ele quer o bebê”? E italiano ligado no mode “família” providenciando tudo de material para o casamento perfeito menos o essencial: a segurança de que ama a noiva. Mas o caminho não será fácil (e já não estava fácil). O resultado é que tanto Alice quanto Domenico terão que explorar os sentimentos que têm medo ou vergonha de mencionar para finalmente se encontrarem em condições de viverem algo juntos. Não vai inovar, mas é uma boa leitura de como pessoas inseguras conseguem complicar muito as próprias vidas.


Bacci!!!

Beta
Reações:

2 comentários :

  1. Eu não sou muito chegada nesses livros, onde a mocinha fica relutante, por não saber se o cara quer ela ou o bebê, acho cansativo, mas todo o resto me deixou com vontade :)

    ResponderExcluir