domingo, agosto 05, 2018

Ciao!


Já contei aqui que quando meus pais se separaram, minha mãe me deu uma sacola com vários livrinhos de contos de fadas. Infelizmente, eu perdi a maioria deles por causa do descuido alheio – inclusive o meu favorito: O Patinho Feio.
E olha que cisnes renderam uma das matérias mais surpreendentes que eu escrevi na minha vida jornalística.
Então quando soube que, na série dos contos de fadas da Eloisa James, haveria um livro inspirado em o patinho feio, tive um ataque de tiete por antecipação.
E valeu a pena: o ataque de tiete e o livro!

A Duquesa Feia – Eloisa James – Arqueiro
(The ugly duchess - 2012)
Personagens: Theodora Saxby e James Ryburn

James e Theo eram amigos de longa data. E foi uma surpresa quando ele, um conde que seria duque, anunciou que se casaria com ela. Afinal de contas, ele era lindo e ela era feia. Mas o amor durou pouco, até Theo descobrir a verdade por trás do pedido de casamento de James. Eles se separaram, mas um causou muito efeito no outro – a ponto de, enquanto a situação não fosse resolvida, eles não teriam paz.

Just give me a reason
Just a little bit's enough
Just a second we're not broken just bent
And we can learn to love again
It's in the stars
It's been written in the scars on our hearts
That we're not broken just bent
And we can learn to love again

Comentários:

- Todas aquelas frases fofinhas tipo “a beleza está nos olhos de quem vê” nunca fazem efeito para quem não se sente bonita ou para quem nunca ouviu isso de uma pessoa. E pior: não fazem efeito para quem é rotulada como “feia” no ambiente em que vive. A história de A duquesa feia mostra como o bullying – que vem de todos os lugares – pode ser devastador contra uma pessoa. Theo sofre com isso, mesmo com o apoio da mãe e do melhor amigo, James.

- Ela sabia que era provável que se casasse pelo interesse do noivo no dote dela. No entanto, receber o pedido de James e se perceber apaixonada por ele foi uma surpresa. E ver tudo desmoronar, foi um pesadelo se tornando realidade. Cada um precisou descobrir quem era de verdade.


- A gente vê os diferentes estágios da transformação de Theo. Não querendo ser cisne ou ser patinho ou ser qualquer ave. Ela vai se transformando na melhor versão de si mesma. Não será fácil. Ela terá que liderar, que criar, que enfrentar perdas e a sociedade que debochou dela sem se sequer se dar ao trabalho de conhecê-la.

- Sim, não é à toa que eu sabia que gostaria deste livro. O blog tem uma tag só para patinhos feios: estes personagens subestimados, alvo do deboche alheio, que buscam o lugar e a força em si mesmos para brilhar com toda a força de que possuem. Theo é assim. Ela levou vários golpes e aprendeu a lidar com isso e a mostrar que devia ser respeitada por uma sociedade que só vivia de aparências - e isso perdura até hoje, buscou aprendizado, se aperfeiçoou, aprendeu formas de demonstrar a inteligência e a valorizar seu senso de elegância. Theo é maravilhosa.

- E James se deparou com as consequências de uma escolha ruim que fez. Em um ponto sou obrigada a concordar com o pai dele: ele não foi forçado a pedir Theo em casamento. Fez por que quis (e tinha seus motivos para isso), mas sofreu com o remorso e com o fato de sentir que traiu a melhor amiga. Ele se exilou, deixou de ser um aristocrata que não tinha aptidões para gerenciar a própria terra e encontrou o lugar propício para deixar a alma de pirata se tornar ação.

- Quando Theo e James se reencontram, não são mais dois jovens inexperientes envolvidos em uma trama para preservar aparências. São dois adultos que lidaram com as cicatrizes deixadas por um primeiro amor tão fulminante que ambos não saberiam viver sem isso. Precisam superar a desconfiança e toda uma gama de sentimentos ruins.

Oh, tear ducts and rust
I'll fix it for us
We're collecting dust
But our love's enough
You're holding it in
You're pouring a drink
No nothing is as bad as it seems
We'll come clean

- E, convenhamos amores, a história é contada por Eloisa James. Você terá personagens complexos pela frente, cercado de pessoas que contribuem (para bem e para mal) na história deles. Terá um relato comovente e bem-humorado de pessoas vulneráveis que descobrem onde está a própria força. Haverá momentos deslumbrantes (juro que teve cena que eu imaginei como filme – a reaparição social de Theo foi uma delas). Eu me identifiquei com Theo, tive vontade de dar cascudos em James, mas também me apaixonei por ele – não tem como não torcer pelos dois.

- Moral da história: em um ano de leituras muito boas, achei a melhor do ano. Não sei se outro livro vai conseguir superar a minha experiência e identificação com A Duquesa Feia.

Série Contos de Fadas (Fairy Tales)
1. A Kiss at midnight - O beijo encantado – Um beijo à meia-noite - Kate e príncipe Gabriel (Cinderela)
1.5. Storming the castle – Wick e miss Philippa Damson (novella – ele é irmão do príncipe Gabriel)
2. When Beauty tamed the beast – Milagre de Amor – Quando a bela domou a fera - Linnet Berry Thrynne e Piers Yelverton, conde de Marchant (A bela e a fera)
2.5 Winning the wallflower - Lucy e Cyrus (relacionado ao livro The Duke is mine)
3. The Duke is mine – Tarquin e Olivia (A princesa e a ervilha)
4. The ugly duchess – A duquesa feia  - Theodora Saxby e James Ryburn (Patinho Feio)
4.5. Seduced by a pirate - Pheobe e Griffin (relacionado à A Duquesa Feia)
5. Once upon a tower - Edith e Gowan (Rapunzel)
Ps.: Arqueiro, que tal lançar as novelas relacionadas à série? Nem me importo se for em e-book ou em um livro único com as três histórias. Tenho muito interesse em saber mais sobre o destino do Wick, ele foi tão incrível em Um beijo à meia-noite! E também em ver como a Pheobe recebeu o Griffin, citados em A Duquesa Feia, no retorno à Inglaterra!


Bacci!!!

Beta

ps.: Os trechos que estão em itálico são de uma música de que me lembrei enquanto estava lendo o livro. Não é que ela combina com a história?


Reações:

0 comentários :

Postar um comentário