domingo, abril 14, 2019

Ciao!





Passei boa parte do livro querendo sentar o Luca no cantinho do pensamento e mandá-lo ponderar sobre as consequências das decisões que tomou antes de emitir um pio qualquer.
Só que eu não estou no livro. E a criatura piou enlouquecidamente. Coitada da Bronte.

Paixão do Passado – Melanie Milburne – Harlequin Brasil (Os Sabbatini 1/3)
(Scandal: unclaimed love-child – 2010 – Mills & Boon Modern Romance)
Personagens: Bronte Bennett e Luca Sabbatini

Um fantasma ressurgido, em péssima hora, do passado e se achando com direito de exigir um recomeço. Foi assim que Luca Sabbatini voltou, ao modo arrasa-quarteirão, à vida de Bronte contra a vontade dela. Afinal de contas, ele havia rompido o relacionamento para ficar com outra e feito o possível para que ela não o encontrasse. Agora, ela tinha muito mais motivos para não querer ver a cara dele. Mas a criatura não era capaz de aceitar “não” como resposta.

Comentários.

- Sabe a pessoa que faz tudo errado e depois se acha no direito divino de exigir mundos e fundos? Conheçam Luca Sabbatini, um dos maiores caras de pau que li em toda minha longa jornada como leitora e como blogueira.

- O livro começa com o reencontro dele com Bronte, em Melbourne, Austrália, terra natal dela. A criatura brota literalmente do além na frente dela, fazendo de conta que era um dia como outro qualquer. Só que a mesma criatura havia rompido e a dispensado da vida dele como se ela não fosse nada. E se tornou maravilhosamente inatingível e impossível de ser localizado, mesmo quando ela tentou avisá-lo de que estava grávida (zero spoiler se você entendeu as entrelinhas e o título original).

- Aí quando o bonito percebe que Bronte não estava nada feliz em vê-lo começa a forçar a barra, usando o poder e o dinheiro que tinha para obrigá-la, sim, golpe baixo e que ele considerou totalmente legítimo. Se uma pessoa está magoada e dizendo não, esta não é a forma mais sutil de abordagem. Mas sutileza, empatia e respeito pelos sentimentos de Bronte não está na lista de prioridades de Luca.

- Entendam algo que faz toda diferença na história, para mal: a maior prioridade de Luca é o próprio Luca. Por mais que alegue estar pensando nos outros, as atitudes não seguem isso. E teremos várias provas ao longo da história onde ele decide sozinho e os demais personagens foram obrigados a lidar com as consequências. Ele saiu da vida de Bronte porque quis e forçou uma volta, ainda mais quando descobriu que eles tiveram uma filha, que ele não conhecia por culpa de quem?

- Aí veio minha irritação com o livro: ele joga a culpa de tudo em Bronte e não se abre. Ele decidiu tudo antes e, ao ser confrontado com uma consequência que não pode prever, se revoltou com ela. Ao longo da trama, várias vezes, Bronte aponta como as decisões tomadas única e exclusivamente por Luca foram as responsáveis por ela ter certeza de que o relacionamento não era tão sólido e duvidar que qualquer recomeço desse certo. Quando lá pelas tantas ele solta um “não te culpo mais”, a minha vontade era cair no meio da cena e jogar uma bigorna nele, igual naqueles desenhos do Looney Tunes. Mas não estou no livro e a Bronte é muito mais compassiva e abnegada que eu.

- Luca sofreu, passou perrengues, mas semeou todos os problemas que enfrentou. Não sei se a redenção dele me convenceu, mas como quem carrega essa cruz é a Bronte, paciência.

Os Sabbatini
1 – Paixão do Passado – Bronte Bennett e Luca Sabbatini
2 – Luz da Vida – Maya e Giorgio Sabbatini
3 – Enigma do Amor – Jade Sommerville e Niccolò Sabbatini

Bacci!!!

Beta

Reações:

0 comentários :

Postar um comentário