domingo, maio 12, 2019

Ciao!



No dia das mães, a história de uma jovem que viu o desejo de ter um filho se tornar um pesadelo. E que ficou longe de trazer paz ao ser realizado.
Afinal de contas, com um marido como Giorgio, haja paciência!

Luz da Vida – Melanie MIlburne – Paixão 229 (Os Sabbatini)
(One last night – 2010 – Mills & Boom Modern Romance)
Personagens: Maya e Giorgio Sabbatini

O divórcio de Giorgio e Maya estava se arrastando – ela só queria ficar livre dele e poder seguir em paz, depois de ver o casamento fracassar. Não conseguiram ter um filho nem ser felizes. Aceitou retornar à Itália como um favor para rever Salvatore, o avô de Giorgio. E foi surpreendida com a notícia de que estava grávida, após cair em tentação. O problema é que ela não confiava que daria certo tanto a gestação quanto a a suposta reconciliação deles.

Comentários:
“Maya podia sentir as barras de sua gaiola dourada fechando sobre ela como acontecera nos últimos cinco anos. Estava presa em uma farsa que ia contra tudo em que acreditava” 
- Passei o livro inteiro querendo abraçar Maya. Pensa só nas dificuldades de estar com um casamento com o bilionário, com toda a família pressionando por um herdeiro. E enfrentando a dor de passar por perdas sucessivas de bebês. Pensa no medo quando começava cada gestação e na dor que enfrentava após cada aborto. Agora imagina tudo isso sem o apoio de alguém que demonstre te ame e respeita. Moral da história: ela se sentiu inferiorizada, rejeitada, inútil e infeliz.

- Só mesmo os Sabbatini incapazes de olhar além do próprio umbigo achavam que ela estava errada ao querer colocar o ponto final no casamento. Era uma questão de buscar a saúde mental. E no caso dela, extremamente necessária.

- Giorgio é pressionado pela família, pelo trauma da perda da irmã e por um padrão que pensa que é obrigatório viver. Ok, até poderia entender. No entanto, ele é completamente insensível com a esposa. Joga na cara de Maya como ela se deslumbrou com o estilo de vida deles, não compreendeu de que tipo de apoio ela necessitava após os abortos (a cena dos brinquedos me tirou do sério). Brecou o divórcio por não querer admitir que havia fracassado.

- E ao se deparar com uma nova gestação, qual foi a primeira reação dele? Acusar Maya de ter dormido com outro! Giorgio não consegue olhar para a esposa e ver uma jovem com dores e sentimentos intensos e confusos. Ele vê alguém que “adquiriu” e não estava à altura do posto.

- Coitada da Maya de ter ficado grávida de uma criatura assim, incapaz de ter empatia – viram que nem estou pedindo amor – por outra pessoa. Basta o menor sinal de discordância com os desejos dele, para ser grosseiro. “ah, não gosto de surpresas e reagi.” Sério. Vai catar coquinho no inverno na Sibéria!

- O livro vale a pena por compartilhar a jornada de libertação de Maya – dos padrões a que ela se sujeitou, da dor que a deixou de coração partido e do amadurecimento que enfrentou. Giorgio está ali, sendo marido-embuste-empecilho-traste. Ele “melhora” até o fim, mas, para mim, não o suficiente.

Os Sabbatini
1 – Paixão do Passado – Bronte Bennett e Luca Sabbatini
2 – Luz da Vida – Maya e Giorgio Sabbatini
3 – Enigma do Amor – Jade Sommerville e Niccolò Sabbatini


Arrivederci!!!

Beta
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário