domingo, dezembro 08, 2019

Ciao!

Disponível na Amazon


“- PARA DE ROER UNHA, MENINA!”
#Madrehooligan sabe a pior forma de interromper a leitura de um livro de suspense bem escrito.

A Carta Secreta - Lucinda Riley – Arqueiro
(The Love Letter - 2018)
Personagens: sir James Harrison, herdeiros, uma carta secreta e a jornalista Joanna Haslam

1995: a Inglaterra está em luto, pela morte de sir James Harrison, um dos, senão o maior, ator de sua geração. Ao cobrir a missa em homenagem a ele, a jornalista Joanna Haslam encontra uma idosa misteriosa que deixa o local às pressas ao ver um homem em uma cadeira de rodas. Este é o ponto de partida para uma investigação que pode expor um segredo de décadas. E por isso, há quem não hesite em tirar do caminho quem se atrever a descobrir a verdade.

Comentários:

- Primeiro, prepare-se para acompanhar diferentes pontos de vista, em momentos próprios, onde a princípio, nada parece fazer sentido. Temos a família Harrison, de luto pela perda do patriarca. Os netos Marcus e Zoe com escolhas importantes em suas próprias jornadas. Temos Joanna que sofria após o rompimento do relacionamento e teve que ir trabalhar doente. Temos Simon, um burocrata de Whitehall, que sempre disse para amiga jornalista que o ex não a merecia. 
Vou lhe dar um aviso: vai ser perigoso, mas sinto que a senhorita é uma moça íntegra, e essa história precisa ser contada”. 
- Na cobertura, Joanna ajudou uma idosa que se sentiu mal. Dias depois, recebeu uma correspondência dela que informava sobre um segredo a ser desvendado e enviava junto duas uma outra carta com alguns trechos incompreensíveis e um recorte de jornal, ambos de 70 anos antes. No entanto, não houve tempo de conversar diretamente com a idosa, que morreu em um acidente doméstico.

- Só que Joanna desconfiou que ela foi assassinada e descobrir o motivo se tornou o ponto de partida para ela começar a pesquisar porque alguém faria mal à uma idosa indefesa e frágil.

- Como disse, teremos várias jornadas ocorrendo em paralelo. E há momentos em que a gente pensa qual será – se é que há – a relação entre elas. Tem tanta possibilidade de histórias a serem desencavadas que você corre o risco de ficar um pouco perdido.

- Além da persistente Joanna, devo fazer uma menção à Zoe. A neta que esteve com Jamie Harrison até o último suspiro é uma jovem julgada pela beleza e ainda abrindo seus próprios caminhos. Ela guarda um desejo que não pode ser realizado. E nem sempre conseguir o que se sonha é o melhor pra gente, né?

- Ah, sim, como boa investigação e montagem de quebra-cabeças, muitas peças não se encaixam, parecem não fazer sentido e qualquer detalhe – e quando digo QUALQUER estou falando sério – pode fazer a diferença. Para bem e para mal.

- Enfim, não dá para falar mais que isso, porque vocês sabem que detesto dar spoiler. A gente conhece a Lucinda das jornadas familiares onde passado e presente se encontram em busca do futuro. Aqui temos o conflito entre quem precisa que o passado permaneça enterrado e quem quer descobrir o que de tão grave ocorreu para justificar medidas extremas.

- Fui ficando tensa com o que ocorria na trama. Ninguém está seguro e a gente não sabe claramente onde está o perigo. Há algumas reviravoltas que você fica com a maior cara de “quê” (sério, houve dois momentos que eu parei e reli para ter certeza de que não havia entendido errado). Não foi à toa que estraguei as minhas unhas.

Arrivederci!!!

Beta

Reações:

0 comentários :

Postar um comentário