domingo, dezembro 15, 2019

Ciao! 
Disponível na Amazon



A vantagem de ter demorado pra ler Depois que você me deixou foi que não sofri esperando pela sequência da história de Charley e Jake.
Só tive que esperar #MadreHooligan ler antes.

Quando escolhi você – Samantha Young – Astral Cultural
(Out of the shallows - 2014)
Personagens: Charley Redford e Jake Caplin

Assumir as rédeas do próprio destino é algo que Charley sempre temeu, porque não queria desapontar as pessoas que amava. No entanto, ao fazer uma escolha, se confrontou com consequências piores que esperava. E quando tudo fica ainda mais complicado, ela desmorona e resolve que só resta abrir mão de Jake porque ambos não devem ficar juntos. O problema é ele entender e aceitar isso.

Comentários: 
É um saco no início. Depois fica melhor. 
- Charley é novamente o foco da trama. Se antes era a confusão emocional causada pelo fim do namoro com Jake, agora, entre outras coisas, também é pela forma como ela se sente soterrada pelas consequências de retomar o relacionamento com ele.

- Mais uma vez, temos linhas temporais distintas, evoluindo a partir de fevereiro e agosto de 2013. A autora começa dando uma pista de algo chocante para os leitores e afirmando que o casal não está mais junto. Em seguida, ela retorna no tempo para narrar do ponto onde o primeiro livro terminou. Então, reveza as narrativas para que a gente comece a entender a confusão que se instaurou na vida de Charley.

- O fato é que, apesar de ser considerada a Supergirl, desde o primeiro livro, ela fica adiando alguns confrontos com as pessoas que amam, mas não concordam com algumas decisões que gostaria de tomar para a própria vida. Mais fácil salvar os outros que a si mesma.


- E quando essas expectativas entram em uma rota inevitável de confronto, as consequências são tão doloridas e levam a outras decisões nada fáceis. No fim das contas, Charley se vê pressionada e desesperada por qualquer coisa que promova a paz – mesmo que inclua (ou pareça) exigir o sacrifício de abdicar de algo e de alguém que eram tão importantes para ela.

- Como sempre os amigos estão por perto, alguns em jornadas próprias tão complexas e sofridas quanto a de Charley e Jake. Eles se criticam, se analisam e se apoiam em meio aos problemas. Isso é bem legal de ler.

- No geral, a escrita da autora funciona bem, o estilo de narrativa alternado entre passado e presente, fornece a quem lê as peças para entender (ou não) o comportamento e as escolhas dos personagens. Mais que uma história de amor de um casal, trata de amadurecimento, relacionamento com os pais, com os amigos, o peso da escolha, culpa, responsabilidade e o problemas criados por expectativas complexas demais para serem completamente realizadas.

- É o desfecho da duologia lançada pela Astral Cultural:

Quando escolhi você


Bacci!!!

Beta

Reações:

0 comentários :

Postar um comentário