sábado, janeiro 11, 2020

Ciao!


Faro Editorial anunciou as novidades para abrir os lançamentos de 2020! Confiram!


Neste thriller psicológico arrepiante, conhecemos Margô, uma garota que viu sua infância e inocência serem tragadas pelo egoísmo de adultos desajustados a sua volta e que decide fazer justiça com as próprias mãos, contra todos os desajustados a sua volta.
Margô tinha 8 anos quando sua mãe deixou de ser sua mãe. Ela não sabia o que havia acontecido para aquela mulher se tornar uma estranha, fechada em seu próprio mundo, largando a filha a própria sorte. Vivendo numa casa que era o reflexo dessa vida vazia, Margô sobreviveu. À mãe prostituta e drogada; à vizinhança perigosa e desprezada; à fome, e a ela mesma.
Margô era invisível até conhecer Judah, um vizinho cadeirante que começa a trazer alguma luz para as janelas escuras de sua vida. Mas esse lampejo de esperança começa a se esvair quando acontece o assassinato brutal de uma criança em Bone, seu bairro, uma linda menininha que ela avistava todos os dias.
Esse crime a desperta para um mal que espreita a todos na cidade. E diferente do que sempre pensou ser capaz, Margô resolve agir e caçar a todos que abusadores de crianças, seja física ou psicologicamente. Sob a sua vigilância, nenhuma criança terá que passar pelo que ela passou.
Mas até que ponto essa vingança não sugará o resto de sua humanidade? Será que ainda existe mesmo algo bom dentro dela? Será que Judah pode ser capaz de salvá-la ou Margô é apenas mais um caso perdido e, em breve, mais um número nas estatísticas do descaso?
“Há uma casa em Bone com uma janela quebrada, coberta por uma folha de jornal. O revestimento externo da casa está caindo aos pedaços e o teto parece carregar os fardos do mundo. Eu vivo nesta casa com minha mãe. Debaixo de chuva, no quarto com a janela quebrada. Eu a chamo de a casa que devora. Porque, se deixar, esta casa vai devorar você, como devorou minha mãe. Como tenta me devorar.”


Difícil pensar em políticas econômicas e não fazer uma relação direta com corrupção, descrença e a falta de ética. Hoje, um parece sinônimo do outro e difícil perceber um caminho diferente a ser trilhado. Mas há, e ele está ligado ao liberalismo econômico, e você precisa descobrir como se preparar para esse cenário.
A Faro Editorial lança este mês o segundo livro do autor best-seller Laurence W. Reed no Brasil, “Como se preparar para uma economia liberal”. Muito se fala sobre o termo atualmente, mas, o liberalismo verdadeiro ainda não é uma realidade no Brasil: estamos apenas no caminho.
Caráter é o princípio destacado por Reed. É preciso pautar todas as suas ações e decisões pelo bom caráter, especialmente quem está numa posição de influenciar os outros pelo seu exemplo (políticos, empresários, juízes, formadores de opinião)  e valorizar a liberdade, ingrediente indispensável para uma sociedade sem amarras aos empreendedores e os cidadãos em geral.
Lawrence Reed discorre sobre a mentalidade liberal, mostrando o trio de elementos centrais de uma sociedade livre: Caráter, Liberdade e Empreendedorismo. O bom caráter, por princípio, pois é quem torna a liberdade possível, seguido do empreendedorismo: um dos chamados mais elevados e nobres de um adulto responsável, que cria valor, emprega pessoas e resolve problemas.

O livro reúne uma seleção de artigos com temas orientados para a visão liberal, entre eles: Fréderic Bastiat, Edmund Burke, entre outros.


Bacci!!!

Beta
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário