quarta-feira, maio 13, 2020

Ciao!





O subtítulo é a melhor apresentação para este livro: “a biografia da santa que apareceu para três crianças pobres, mudou o rumo de guerras, salvou a vida de um papa, revelou um segredo ainda cercado de mistérios e conquistou o mundo”
Vamos a ele, então?

*** Texto originalmente escrito pro Livrólogos, que a Rosana gentilmente permitiu que fosse publicado no Literatura de Mulherzinha. Obrigada, Rô! ***

Fátima – Berthaldo Soares & Kenya Camerotte Soares – GloboLivros
(2019)

A história das aparições da Virgem Maria a três crianças pobres e analfabetas de um lugarejo no interior de Portugal em 1917 realmente merece olhar mais apurado de pessoas interessadas no tema, seja pelo viés religioso ou histórico.

Não é a primeira vez que leio algo sobre Nossa Senhora de Fátima. E nas duas vezes, foram leituras que me trouxeram conhecimentos bem interessantes e que eu não havia parado para pensar sobre este tipo de fenômeno, que mexe com e desperta sentimentos intensos um século depois.

Os autores narram de forma bem clara o percurso envolvendo o contexto da história da religião católica em Portugal e como estava o país em 1917, as condições em que os três Pastorinhos, Lucia, de 10 anos e os primos Francisco, de 9 e Jacinta, de 7, viviam num lugarejo do interior. E como a notícia das aparições gerou todo tipo de reação – inclusive as piores – contra as crianças.

Então a gente entende o contexto de desilusão que a população vivia naquele período de guerra, com a economia ainda atrasada em relação aos demais países europeus, o medo das famílias de perderem maridos e filhos na guerra, a forma como a religião católica era perseguida pelo governo.

E foi neste contexto que, primeiro, um anjo apareceu três vezes e, em seguida, Nossa Senhora apareceu ao longo de maio a outubro para os Pastorinhos. Sempre pedindo para rezarem o terço e oferecem sacrifícios para as almas irem para o céu. E como isso desagradou algumas pessoas – não foi a primeira vez que li a história, mas fico chocada com tudo que algumas autoridades e parentes fizeram com as três crianças. Consigo entender algumas razões, mas não diminui minha empatia pelo sofrimento que elas passaram. E fico imaginando o tamanho da fé que os três tinham para suportar tudo isso sem esmorecer.

Aliás, a fé costura vários pontos da narrativa. A forma como Jacinta e Francisco encararam o fato de que não viveriam muito. O norte da vida de Lucia, que a levou para um convento sob outro nome para que pudesse seguir em orações sem ser importunada. A reação das pessoas diante da possibilidade de estar no mesmo local que a Virgem Maria, mesmo sem poder ver ou ouvir, mas acreditavam que Ela estava ali.

- Gostei de entender como outras pessoas se movimentaram para transformar o lugarejo de Fátima no ponto de visitação religiosa que é hoje. Adorei que os autores falaram de forma desmistificada sobre os “segredos” que a Virgem Maria contou às crianças nas aparições. E como surgiram as imagens que peregrinam pelo mundo levando a mensagem de Fátima por orações pela salvação da humanidade e em desagravo aos males causados ao Imaculado Coração de Maria.

- Aliás, são 13 imagens. Outro ponto que chamou a minha atenção é como este número aparece em vários momentos, especialmente em fatos ocorridos em um dia 13 – exceto em agosto (por interferência humana), as aparições foram sempre nesta data. É um ótimo tapa na cara dos supersticiosos que só atribuem coisas ruins ao número. E inclusive que há um evento ocorrido em um 13 de novembro, meu aniversário, o que me deixou bem feliz.

- É um livro que trata de religião, oferecendo pesquisa e esclarecimento. Fala de fé, sem ser a fé que cega, mas a que leva as pessoas a agirem. Explica todo o impacto das aparições na vida de três crianças, de quem convivia com elas e, anos depois, de quem teve acesso e de quem acreditou nos relatos. Tornou-se uma das mais fortes bandeiras da devoção à Virgem Maria no mundo. Local que recebe do mais humilde peregrino ao Papa – sendo que São João Paulo II tinha convicção de que foi salvo da morte no atentado em 1981 por Nossa Senhora de Fátima.

- Por tudo isso é uma leitura que transcende o aspecto religioso e nos ensina muito sobre como uma aparição em tempo de guerra ainda traz esperanças mundo afora a vários corações que travam suas próprias batalhas.
"O ponto culminante de toda a Mensagem de Fátima é a frase: 'Por fim, meu Imaculado Coração triunfará". Com essa mensagem de esperança, a Virgem mostra que, mesmo num mundo repleto de sofrimento, o homem tem a liberdade de optar pelo bem"

Bacci!!!

Beta
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário