sábado, junho 13, 2020

Ciao! 




Sim, ainda sigo na meta de reler toda a série MacGregor e dar a cada livro o post que merece no Literatura de Mulherzinha (afinal de contas alguns já constam no Cap. 20).

As lives com a Rosana às sextas, 20h, no Instagram @norarobertsbr me deram o empurrãozinho que faltava.

E no mês dos namorados, olha ele aqui!!! 

Amor nunca é demais – Nora Roberts – Bestseller 01
(The MacGregor Grooms – 1998 - Silhouette)
Personagens: D.C. MacGregor e Layna Drake; Duncan MacGregor e Cat Farrell; e Ian MacGregor e Naomi Brightstone 

Daniel MacGregor está às voltas com os três netos que tinham certeza de que não iriam nunca cair nas tramas casamenteiras dele. Ao artista D.C., Daniel pediu um favor: acompanhar a um evento Layna, a afilhada de uma amiga, que não combinava com ele. Ao administrador de um barco-cassino Duncan, Daniel foi uma das pessoas que indicou Cat para ser a cantora na temporada. E para Ian, o avô enviou uma lista de livros raros e Ian foi procurar na livraria de Naomi. Pronto, agora era com eles. 

Comentários: 

- Como comentei em uma das lives com a Rosana, Daniel MacGregor dá um baile em qualquer aplicativo de paquera. Ele não erra, todos os casais que ele “manipula” para se conhecerem dão match, mais cedo ou mais tarde. 

- Provavelmente ele só perde para Santo Antônio, porque as pessoas recorrem ao santo português; mas ninguém na família pediu a interferência. Daniel só fez isso para "acalmar as preocupações de Anna, que queria ver os descendentes casados e mais crianças na família". Lógico. 

“Deixemos ele pensar que está agindo por conta própria. Um homem sábio não deve contar com agradecimentos, apenas com resultados”.

- O primeiro alvo nas três histórias deste livro é Daniel Campbell MacGregor, ou D.C., aquele que dizem ser o neto mais parecido fisicamente com o avô. O filho de Alan e de Shelby é um artista plástico, que não gosta de regras e controle. O caos e o inesperado o inspiram.

- Ele é surpreendido com uma ligação do avô para pedir que acompanhasse Layna Drake, a afilhada de Myra Ditmeyer a um baile beneficente. Como o avô deixa bem claro que está procurando outra garota – uma que combine - para casar com ele, D.C. aceita ser o acompanhante. E foi assim que ele bateu à porta de Layna na noite seguinte e os dois ficaram chocados ao se reverem, afinal de contas, se conheceram crianças e mal se lembravam um do outro. 

- Layna é totalmente o oposto de D.C.: a jovem criada em uma família seca, onde as aparências eram tudo, não tinha razões para acreditar no amor. Por isso, tinha como meta se tornar a diretora-executiva das lojas de departamento da família. Prezava a organização, o planejamento, o controle – imprevistos não poderiam nunca fazer parte da vida dela.

- Para surpresa de quase absolutamente ninguém que conheça Daniel MacGregor, claro que surge uma inacreditável atração entre os dois. A partir daí, é a jornada de ambos para reconhecer o que sentem e decidir arriscar se vale a pena. Não vai ser fácil, vão ter rusgas e conflitos de personalidades. Claro que, se perceber a mínima saída do trilho, o avô casamenteiro e alguns ajudantes não vão hesitar em interferir para o amor vencer e Anna ficar feliz. 

Bem, mas sei que os membros da família precisam levar sua própria vida. E é justamente disso que estou cuidando. Do meu próprio jeito, claro”.

- O segundo alvo do avô casamenteiro é Duncan, o segundo filho de Serena e Justin. A propósito, ele faz uma participação bem divertida na história de D.C. e achou que passaria impune. Tolinho.
 

- Duncan era o dono de um barco-cassino, Princesa Comanche, que navegava pelo Mississíppi. Por indicações de alguns parentes, inclusive Daniel, ele contratou uma jovem e ainda desconhecida cantora para os shows da temporada. Quando Cat Farrell apareceu, atrasada, era tudo que ele não esperava. A foto mostrava uma jovem capaz de seduzir apenas estando presente. E ao vê-la, parecia uma adolescente. 

- Cat sabia que tinha um longo caminho se quisesse se destacar, portanto, não importava em trabalhar. Tinha noção do efeito que causava nas pessoas quando estava pronta para ir ao palco. E também percebeu que Duncan tinha ficado mexido com a impossibilidade de explicá-la em um rótulo. E ela sabia que não poderia brincar nesta situação porque poderia sair muito mais que chamuscada. 

- A atração é incrível. Cat é uma personagem que aparenta uma segurança que muitas de nós gostaríamos de ter, até que a gente perceba a vulnerabilidade que há por trás. Duncan é divertido, abusado no bom sentido e um homem MacGregor, que, ao encontrar quem queria, não iria desistir. É um casal onde a química explode e você consegue imaginar exatamente o efeito que um causa no outro. 

Portanto, o mínimo que posso fazer por meu neto querido é indicar a ele a direção a seguir, e deixar que continue o caminho por si próprio. Ou pelo menos deixá-lo pensando que está fazendo isso por si próprio”.

 - Na terceira história, o protagonista-alvo de Daniel MacGregor é Ian, o filho de Caine e de Diana. Assim como os pais, ele é advogado, mora em Boston e acabou de comprar a casa dos sonhos.

- Claro que o avô-tinder não perderia a chance de provar que uma casa só é dos sonhos quando é habitada por uma família. E providenciou um pedido: três livros raros para a biblioteca. Isso fez com que Ian fosse procurar por eles na livraria que frequentava com os pais desde pequeno, a Brightstone. 

- ... Que estava em fase de transição para a nova direção, de Naomi, a herdeira. Os pais se aposentaram, o irmão tinha outros interesses. E ela amava os livros desde sempre. Eram o porto seguro da menina extremamente tímida e deslocada, que sempre se sentiu o patinho feio em uma família de cisnes. Aliás, quem estava cuidando da burocracia jurídica era Ian!

- Entre papeladas, contratos e procura por livros raros, o advogado promissor, lindo e irresistível (não foi à toa que ele ganhou o apelido de “Gato de Harvard”) se interessa pela jovem executiva que fica constrangida e encabulada quando é elogiada. 

- Esta é uma das minhas histórias favoritas. Não posso ver uma personagem patinho feio que já quero abraçar e chamar pra bater um papo. A forma como o amor surge entre Naomi e Ian é muito bonita. É fofo, é sexy e até engraçado ver como os dois são capazes de agir e reagir ao sentimento. 

- As três histórias respeitam as características dos protagonistas e nos brindam com personagens que já deram match nas tramoias casamenteiras de Daniel MacGregor nos livros anteriores. Há até mesmo atualizações de como estão agora. E mesmo o impacto ao perceberem que o pai/avô está agindo de novo para levar mais descendentes ao altar. E eu adoro rever a Anna e perceber que o incorrigível Daniel só teme a amada esposa, depois de tanto tempo juntos. 

- Aliás, se você não tiver assistido à live sobre o tinder-MacGregor, a íntegra está abaixo:

Série Os MacGregors (The MacGregors)

1. Jogo da Sedução - Playing the Odds (1985) – Serena MacGregor e Justin Blade 
2. Destino Tentador - Tempting Fate (1985) – Caine MacGregor e Diana Blade 
3. Orgulho e Paixão - All the Possibilities (1985)  – Alan MacGregor e Shelby Campbell 
4. Encanto da Luz - One Man's Art (1985) – Genevieve Grandeau e Grant Campbell 
5. Hoje e sempre - For Now, Forever (1987) – Anna Whitfield e Daniel MacGregor 
6. Rebelde – Rebellion (1988) – Serena MacGregor e Brigham Langston
7.
Um mundo novo - In From the Cold (1990) – Allanna Flynn e Ian MacGregor 
8.
Instinto do amor - The MacGregor Brides (1997) - Julia, Gwen e Laura 
9.
Beijos que conquistam - The Winning Hand (1998) – Darcy Wallace e Robert MacGregor Blade 
10.
Amor nunca é demais - The MacGregor Grooms (1998) – D.C., Duncan e Ian 
11. Um vizinho perfeito - The Perfect Neighbor (1999) – Cybil Campbell e Preston McQuinn

 Links: Goodreads autora, livro e série; Nora Roberts Brasil; site da autora; Skoob; outros livros dela no Literatura de Mulherzinha.

Arrivederci!!!

Beta

Reações:

0 comentários :

Postar um comentário