domingo, agosto 30, 2020

Ciao! 

Disponível na Amazon 


– Permita-me que lhe dê alguns conselhos, Srta. Cavendish, de um comerciante para outro. O comércio não consiste apenas de contratos e termos. O sucesso requer um olho aguçado para o caráter das pessoas com quem se associa. Faria bem tomar mais cuidado.

Confesso que vi vários avisos dizendo que a gente não espera algumas coisas neste livro. 
Posso admitir que fui surpreendida. E gostei!

O duque que eu conquistei – Scarlett Peckmann – Arqueiro (Os segredos de Charlotte Street 1) 
(The duke I tempted - 2018) 
Personagens: Poplar “Poppy” Cavendish e Archie Stonewell, o duque de Westmead

Poppy estava às voltas com as dívidas, a mudança às pressas para salvar o horto e contando com um milagre. Que veio na forma de Constance Stonewell, a irmã do duque de Westmead. Ela queria dar uma festa em Westhaven e contava com a habilidade de Poppy para tornar o evento inesquecível. Seria uma chance incrível de ter independência, mas poderia custar muito para Poppy e também para a forma como o duque havia planejado a própria vida.

Comentários: 

“O que ela queria não era um marido. Era finalmente ser livre, não depender de homens. (...) Ela estava cansada de precisar de permissão, dispensa, bondade. Pretendia ser a senhora do próprio destino. E, por observar os caminhos do mundo, havia algo de que tinha certeza: não se obtém esse tipo de poder através do casamento”.

“O que ele queria era uma mulher que o visse como um título e um cofre de banco. O tipo de esposa que, quando desfrutasse de certos confortos invejáveis, lhe daria um herdeiro e não esperaria que ele tivesse mais do que um interesse estritamente legal no processo. O tipo de mulher que não exigiria um investimento emocional que ele não estava apto a oferecer”. 

- Pelo contraponto acima, dá para perceber que nem Poppy nem Archie tinham sonhos românticos nem interesses matrimoniais. Eles tinham outras responsabilidades em mente. Ela queria salvar o horto e se estabelecer como uma florista respeitada. Ele tinha que garantir um herdeiro para o ducado. Por isso, mesmo não querendo, o casamento era uma prioridade. 

- Os dois universos se colidiram quando Archie foi arrastado pela irmã para convencer Poppy a aceitar fazer a decoração do baile que Constance daria para escolher a noiva dele. Há algo entre eles, o fato de Archie ficar encucado com Poppy por ela não ser nada parecida com o que ele já havia visto antes. E ela se sente curiosa por também perceber algo além da fachada nele. 

- A associação com os Stonewall e o fato de prestar serviço para o duque poderia ser o divisor de águas na carreira de Poppy. Representou a solução imediata de problemas urgentes, desafiou a criatividade dela e os próprios limites. Ainda mais porque estava em um ambiente onde ela era o elemento estranho e qualquer escândalo seria um problema para ela. E tinha gente torcendo para isso acontecer. 

- Por isso, precisava trabalhar com mais afinco ainda – ou seja, nenhuma novidade em se tratando de mulheres em qualquer época, né? 

Seria simplesmente Poplar Cavendish, a mulher que recebera o nome de uma árvore. Uma brilhante florista que usava calças masculinas, cavalgava como homem e não precisava da aprovação da sociedade. Ela usaria seus dons inatos para projetar o salão de baile mais notável da história da Grã-Bretanha e sairia daquela casa tendo uma legião de novos clientes e sua independência assegurada. 

- Uma heroína jovem, disposta a quebrar os parâmetros em que a sociedade conformava as mulheres e enfrentando os desafios e as consequências. No meio do caminho, passou a se conhecer ainda mais e ganhar maturidade e confiança em si mesma. 

- Um duque poderoso e com muito dinheiro, mas isso não significa que ele tinha tudo. Na verdade, só “batia ponto” na vida, por causa das responsabilidades do ducado e de reverter a imagem ruim que o pai dele deixou. 

- A colisão destas duas forças pode causar uma explosão que mudará o destino deles. Então, não posso falar mais do que isso. O interessante é ler este livro sabendo o mínimo possível sobre ele. Eu vi a live dela com a Arqueiro. Divertida, espontânea e muito engraçada, estava verdadeiramente feliz em ver que o trabalho dela chegou até nós. E o que mais gostei foi que ela conduziu a gente por caminhos não óbvios na abordagem e na personalidade dos protagonistas. Vale a pena ler. E que venha o próximo livro da série! 

Os segredos de Charlotte Street 

  • O duque que eu conquistei - The duke I temped 
  • O conde que eu arruinei - The earl I ruined 
  • The lord I left 

- Links: Goodreads livro, autora e série; site da autora; Skoob; mais dela no Literatura de Mulherzinha. 

Arrivederci!!!

Beta

Reações:

0 comentários :

Postar um comentário