quinta-feira, agosto 13, 2020

Ciao!



Os lançamentos de agosto da Faro Editorial dialogam com o passado ainda presente e com o que pode ser o futuro. Confiram! 



E se alguém te dissesse que em poucos anos a geração de bebês não acontecerá mais através do sexo? Que será possível modificar genes para ser mais saudável, inteligente e talentoso? Parece enredo de filme de ficção cientifica, mas essas possibilidades estão mais próximas do que imaginamos, e tudo graças a evolução da engenharia genética!

A Faro Editorial lança este mês “Hackeando Darwin” do americano Jamie Metzl. Expert em geopolítica, em tecnologias do futuro, palestrante e escritor de diversos livros, Metzl nos apresenta neste livro uma discussão sobre o futuro da raça humana.

Considerado como o próximo “Sapiens” e focado no futuro, o livro fala sobre a exploração inovadora das muitas maneiras em que a engenharia genética irá agitar as bases fundamentais de nossas vidas - sexo, guerra, amor e morte.

Nosso DNA está se tornando tão legível, copiável e reproduzível quanto a nossa tecnologia da informação. Mas a medida em que a humanidade começar a reequipar nosso próprio código genético, as escolhas que fizermos em breve, oferecerão mais oportunidades aos nossos descendentes. Quem hesitaria em oferecer a eles as melhores oportunidades?

Este livro é um convite para entrar nos laboratórios onde os cientistas estão transformando ficção científica em realidade. Olhe para um futuro em que nossas questões éticas serão desafiadas de modo quase irreal, e a própria essência do que significa ser humano estará em transformação.

Apaixonado, provocativo e altamente esclarecedor, “Hackeando Darwin” é leitura obrigatória sobre o futuro da nossa espécie. Afinal, depois de 3,8 bilhões de anos, a humanidade está prestes a começar a evoluir sob novas regras.



“É importante entender a história que está sendo feita hoje, porque ainda há mais por vir, porque a sociedade americana está perplexa com o espetáculo do negro em revolta, porque as dimensões são vastas e as implicações profundas.”

Essas palavras não foram destaque nas mídias nos últimos meses. Esse é um trecho proferido por Martin Luther King em 1964... e demonstram o quando a questão racial é um debate atual, e que ainda segue a passos lentos. E é por isso que não podemos mais esperar...

A Faro Editorial lança este mês o clássico de Martin Luther King, um dos mais importantes nomes na luta pela igualdade racial no mundo, e que se fez ressoar em todo o planeta.

Trata-se de importante documento para entender as raízes do racismo e seus efeitos nas sociedades.

A urgência desse debate foi desencadeada após um ataque cometido por membros da Ku Klux Klan na cidade de Birmigham, no Alabama - na época, um dos estados mais racistas da américa. 

Na noite de 15 de setembro de 1963, bombas explodiram uma igreja batista, matando quatro meninas e gerando a revolta da população, que foi cruelmente reprimida pela polícia. Naquela noite, mais dois homens negros foram mortos, um pela polícia e outro por membros da Ku Klux Klan.

O templo também era usado por Martin Luther King para se reunir com lideranças da comunidade, e este atentado foi o marco para o início da luta a favor dos Direitos Civis dos negros nos Estados Unidos.

Neste livro, o vencedor do Prêmio Nobel da Paz narra esses eventos, traçando a história da luta contra o racismo nos últimos três séculos, e olhando para o futuro, avaliando o trabalho que precisava ser feito para a igualdade de direitos e oportunidades aos negros e a seus descendentes.

Trata-se de uma análise eloquente dos fatos e pressões, que impulsionaram o movimento sociais e as marchas públicas que tomaram as ruas naquela época e inspiram as de nosso tempo. 

Arrivederci!!!

Beta
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário