quarta-feira, setembro 16, 2020

Ciao! 

Disponível na Amazon 

Três amigos fazem um pacto. Anos depois, as então certezas começam a ser questionadas. Dante foi o primeiro a perceber que poderia rever uma decisão e seguir em frente.

Nunca vou me apaixonar – Mari Monni – Pitangus Editorial (Famosas últimas palavras 1) 
(2020) 
Personagens: Clara Blanche e Dante Morelli 

Um relacionamento que terminou de forma traumática levou Dante e os amigos Lucca e Gael a estabelecerem um pacto: nunca se apaixonar. Anos depois, ele é dono de bar, em sociedade com Lucca, e está cumprindo a promessa fielmente. Até que conheceu a vizinha, Clara, que era totalmente diferente de tudo que ele conhecia. Após um começo inesperado, os dois se tornaram amigos. E foi assim que tudo começou. 

Comentários: 

- Eu adoro histórias que me fazem rir. E já começa bem quando o protagonista é filho de um imigrante italiano de Florença. Sem contar que cita os três mosqueteiros, outra referência que fala direto ao meu coração. 

- A maior parte da história é narrada por Dante. A gente é apresentado ao trio protagonista na cena em que ele sofre de coração partido e promete não se apaixonar novamente. Em seguida, quem eles se tornaram alguns anos depois. Dante e Lucca são sócios na propriedade dos bares Inferno, Purgatório e estão no processo de construção do Paraíso. Dante segue colecionando conquistas e descartando. 

- Até topar com a vizinha de parede que tinha muitos comentários sobre o incômodo que ele causava à vida dela. E mesmo assim, Clara aceitou ajudá-lo a despachar uma garota. A partir disso, eles começaram a conversar. Foi a primeira vez que Dante se sentiu confortável ao lado de uma garota, justamente porque não pretendia nada além disso.  

- Clara passou a fazer parte das mínimas coisas, desde ajudá-lo na compra e decoração do apartamento dele. Daí foi um passo pra se ver enrolada na força-tarefa para organizar a festa de 30 anos da irmã dele, Dina, na Inferno. Enquanto isso, ele acompanhou os encontros dela em busca do par perfeito. Ou seja, o homem com quem poderia realizar o sonho de se casar e ter filhos. Ela não era fã de relacionamentos casuais. Queria algo estável e a família que nunca teve.  

- A partir disso, percebemos o quanto os dois se envolvem, o quanto a amizade vai se tornando algo a mais, difícil de nomear e de entender. Mas havia tesão, atração, química. E isso não fazia parte dos planos dos dois. Ele não queria se apaixonar por ninguém e ela tinha consciência de que não seria inteligente nem prudente se apaixonar por ele.  

- E a situação se tornou de domínio público, com amigos, parentes (alerta: família italiana dramática) se sentindo no direito de participar dos rumos do relacionamento-não-temos-rótulo dos dois. Todos afirmavam o quanto Clara havia mudado Dante para melhor. E pressionavam para que ele não jogasse isso fora.  

- Só que a evolução da relação deles vai levar à novos questionamentos, dúvidas e crises potenciais que pairam até explodir e serem solucionadas.  

- No fim das contas, eu gostei. A história é bem divertida, a amizade dos rapazes é um ponto alto, assim como a química entre Dante e Clara. Para minha alegria,deixa pistas do que podemos encontrar nos próximos livros, as histórias de Lucca e de Gael. 

Trilogia Famosas últimas palavras:

1 – Nunca vou me apaixonar 
2 – Nunca vou me entregar 
3 – Nunca vou me iludir

- Links: Goodreads livro e autora; site da editora; Skoob; mais dela no Literatura de Mulherzinha. 

Arrivederci!!! 

Beta

Reações:

0 comentários :

Postar um comentário