sábado, setembro 12, 2020

 Ciao!


E chegou a hora de saber as novidades da Pitangus Editorial para setembro. Confesso que fiquei bem curiosa sobre elas!



A Pitangus Editorial lança este mês “Nunca vou me entregar”, segundo livro da série “Famosas Últimas Palavras”, da escritora Mari Monni. O livro, que já tem a versão digital no Kindle Unlimited, ganhará a versão impressa pela primeira vez desde a sua publicação de forma independente pela autora. 

Mari nos apresenta a história de três amigos, Dante, Lucca e Gael, que estão vivendo a melhor fase de suas vidas seja nos negócios, na família e claro, na vida sexual. Mas esses três mosqueteiros terão suas convicções colocadas a prova, e vão descobrir que não se manda na paixão e muito menos no destino!

No primeiro volume da série acompanhamos Dante ser o primeiro a perceber que não devemos fazer promessas que não podemos cumprir, e agora Lucca entende totalmente o amigo. 

Tudo que ele mais temia aconteceu, ele se envolveu com Gia, irmã gêmea de Gael, e ele sabe que esse é um erro imperdoável para o amigo. Ninguém nunca será bom o suficiente para Gia. Ele não é bom o suficiente. Só que infelizmente Lucca não vai conseguir lutar com esse sentimento por muito tempo e ele está prestes a tomar uma das decisões mais importantes da sua vida. 

Eles cresceram juntos, sempre foram amigos, e Lucca não entendo o que foi que mudou, o que é essa coisa que o atrai para Gia o tempo todo. E ela também não facilita a vida dele. Além de ter que lidar com os três bares enquanto Dante está em lua de mel, Lucca vai precisar descobrir o que sente por Gia e o quanto está disposto a arriscar sua amizade com Gael. 

Uma comédia romântica divertida, sexy, narrada pelo ponto de vista masculino, que vai nos levar pelo universo da paixão e da amizade de uma forma envolvente e extremamente sedutora. Vai ser impossível não se apaixonar.



Neste mês a Pitangus Editorial lança “Strani Amori”, romance da autora mineira Evellyn Miller que, inspirado nos personagens do clássico “A Ilíada”, nos oferece uma belíssima história de amor, com uma delicada visão sobre o relacionamento com uma pessoa sob o espectro do autismo.

Na mitologia grega conhecemos a lenda do guerreiro Aquiles e da sacerdotisa Briseida, dois corações que se encontram em meio a guerra e se amaram. Mas Briseida do mundo real, que herdou esse nome em homenagem a famosa personagem, nunca acreditou que teria essa sorte. Afinal, isso só acontece nos livros. Era o que ela pensava, até conhecer Aquiles - e sim, pode parecer brincadeira do universo, mas ela conheceu aquele que seria um valente guerreiro, que conquistaria não Tróia, mas sim o seu coração.

Briseida sempre foi uma sonhadora. Saiu de uma cidadezinha do interior de Goiás e mudou para Brasília, com o sonho de ser uma diplomata. Anos depois, viu seus planos desmoronarem ao enfrentar a vida real. Hoje, Briseida vive o pesadelo de ter que aceitar qualquer trabalho para sustentar a casa e sua mãe, que está se tratando de um câncer. Realmente a vida não é nada como as histórias dos livros.

Aquiles é um arquiteto bem-sucedido em Goiânia, considerado um gênio excêntrico que beira a arrogância, o jovem carrega consigo o segredo de ser portador da Síndrome de Asperger, um espectro do autismo que dificulta demais todos os seus relacionamentos e a interação com o mundo exterior. Por isso ele criou sua própria fortaleza, um refúgio impenetrável onde ele pode aproveitar o silêncio e seus livros. Era o que ele pensava até acionar num aplicativo o serviço de uma diarista.

E é nesse momento, que a história de Briseida e Aquiles se cruza. Dois corações machucados pelas armadilhas e agruras da vida, que foram julgados, humilhados e que vão descobrir juntos que o amor vai muito além do que podemos imaginar, e que as diferenças e as cicatrizes da vida é que nos fazem únicos.

Um livro que vai arrancar suspiros, lágrimas e sorrisos e que mostrará que quando o amor existe, não existe nenhuma barreira ou dificuldade que não possa ser vencida.

Arrivederci!!!

Beta
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário