quinta-feira, dezembro 03, 2020

Ciao!




Um nome: Edgar Allan Poe.
É a forma da Faro Editorial nos desejar Feliz Natal.


“Nunca mais”

Uma frase enigmática, dita por um pássaro sombrio, numa noite de solidão. Um clássico atemporal, que inspira filmes, peças e permeia a imaginação dos leitores. O que é fantasia e o que é realidade? Era apenas a dor de uma perda ou um recado vindo do além? Há quem diga que foi um pesadelo, e outros que sabem que era um presságio. A verdade é que a ave era enfática e o homem sabia, nunca mais a vida seria como antes.

A Faro Editorial lança este mês uma edição especial do clássico de Edgar Allan Poe, “O Corvo”. Com tradução de Thereza Christina Rocque da Motta, a obra-prima de Poe chega as livrarias numa edição capa dura e bilingue, com as ilustrações originais de James Carling.
Um homem atormentado pela morte da amada é despertado pelo barulho incessante de um corvo, e a trama que se desenrola no poema demonstra tanto a genialidade do autor quanto os demônios que ele carregava.
“The Raven” é o texto fundador de apresentação da Filosofia da Composição, proposta pelo autor, em que afirma que a boa escrita nasce de um processo metódico e analítico, e não intuitivo. Poe escreveu diversos livros e contos, mas nenhuma outra história atraiu tantos leitores e tamanho reconhecimento pela crítica especializada.
“O Corvo” foi publicado dois anos após a morte precoce da esposa de Poe. E o autor não teve tempo para ver o sucesso de sua obra. Morreu na miséria e sem saber que seu corvo seria adaptado para TV, cinema, séries, cartoons e teatro por sua carga dramática, perene e universal.

Arrivederci!!!

Beta
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário