domingo, janeiro 24, 2021

Ciao!

Disponível na Amazon  

A Editora Sextante liberou este e-book de graça em 2020 e eu vi, me interessei e peguei. Como é aniversário da Oprah na próxima sexta-feira, me decidi a ler e falar sobre ele hoje.

Ela contou que o ponto de partida foi a pergunta que ouviu de crítico de cinema do Sun-Times, Gene Siskel.

- Me diga o seguinte - falou ele. - Do que você tem certeza?

Em 1998, quando ele a questionou, ela não teve resposta. Anos depois, esta pergunta se tornou o título de uma coluna que ela escrevia mensalmente para a revista "O". O livro é uma coletânea do que ela escreveu em 14 anos.

É uma resenha cheia de citações porque eu vesti a carapuça amei e precisava compartilhar! 

O que eu sei de verdade – Oprah Winfrey – Sextante 

(What I know for sure – 2014 – Hearst Communications, Inc.)

Os textos são divididos em oito temáticas: Alegria, Perseverança, União, Gratidão, Possibilidade, Deslumbramento, Lucidez, Poder; além da Introdução, onde ela explica como a ideia surgiu.

Ela recorda vários momentos da vida, da carreira, das vitórias e das derrotas, das descobertas que fez sobre si mesma e de tudo aquilo que verificou que não merecia mais o tempo dela.   

Ressaltou que a importância de entender que a morte vai chegar e a levou a valorizar todos os momentos e agir sempre para ser a pessoa que dirige a própria vida. Muitas vezes, a gente se deixa levar ou entrega esse poder de decisão aos outros. Viramos coadjuvantes na nossa existência. 

“O que eu sei de verdade é que cada dia nos traz uma chance de respirar fundo, chutar os sapatos para longe, sair e dançar – viver livres de arrependimentos e com o máximo de alegria, diversão e risos. Você pode entrar no palco da vida dançando de cabeça erguida e viver da maneira que sabe que seu espírito deseja ou pode ficar sentado em silêncio contra a parede, escondido na sombra do medo e da insegurança”. 

Oprah falou sobre aproveitar os "momentos ahhh", que são aqueles onde as energias são recarregadas diariamente. Não precisa ser algo grandioso, só precisa te dar a chance de respirar e de reconectar consigo mesma, um chá ou o ritual que tem todas as noites para se dedicar a leitura. 

"Compreensão, informação, conhecimento, inspiração, força: tudo isso e mais pode ser transmitido por um bom livro (...) O que eu sei de verdade é que a leitura abre a sua mente e lhe dá acesso a tudo o que o seu intelecto consiga assimilar. O que eu mais amo na leitura é o seguinte: ela dá a capacidade de voar mais alto. E continuar subindo". 

Todas as crônicas conversam com quem lê – mesmo se você tiver uma experiência de vida completamente diferente, alguma coisa ressoa. Oprah destacou que a gente recebe de volta o que dá e que isso sempre a instigou a oferecer a melhor versão de si mesma, sempre se aperfeiçoando diante das experiências, aprendendo com tudo, porque uma coisa é certa: a vida não é fácil. 

"Qualquer coisa pode ser um milagre, uma bênção, uma oportunidade, se você decidir ver dessa forma. (...) Aprender a ver as lições, os erros e contratempos como degraus para o futuro é um sinal claro de que você está seguindo na direção certa". 

"É aí que reside a nossa força: na capacidade de enfrentar as dificuldades e prosseguir. Isso não significa que as pessoas perseverantes nunca sintam insegurança, medo e cansaço. Elas sentem. (...) O que eu sei de verdade é que não existe força sem desafio, adversidade, resistência e, muitas vezes, dor". 

Você pode pensar, “mas é a Oprah, claro que a vida dela não vai ser difícil!”. Pois bem, pesquise sobre quem era Oprah antes de se tornar a pessoa pública conhecida em vários países do mundo. Foi uma estrada longa, nada caiu do céu para ela, assim como nem para nenhum de nós. Ela ressaltou que não podemos deixar que o medo nos paralise diante das crises. Sempre há uma alternativa. 

"O que eu sei de verdade é que aquilo que você mais teme não possui poder algum – é o seu temor que detém o poder. O que quer que você tema não pode lhe fazer mal. No entanto, o medo pode impedi-lo de viver a vida. Sempre que se deixa abater por ele, você fica mais fraco, enquanto seu medo se fortalece. É por isso que você precisa tomar a decisão de vencer a ansiedade e seguir em frente, por mais difícil que pareça o caminho."

"O equilíbrio só existe no presente. Quando sentir a terra sacudir, obrigue-se a voltar para o agora. Você lidará com qualquer tremor que o próximo momento trouxer quando estiver nele. Agora você ainda está respirando. Agora você sobreviveu. Agora você está encontrando uma maneira de ir além". 

Ela também destacou que passou muito tempo “brigando” com o próprio corpo até ter a maturidade de entender que precisava se cuidar, para ficar bem. Também ressaltou a importância das amizades sinceras, com quem se pode contar na vida. 

E que é uma dica (não é fácil) aprender a superar o passado, especialmente aqueles momentos que fizeram a gente se sentir sem valor. Geralmente, é um estopim para delegar a felicidade aos outros, mas dar o amor que a gente não recebeu. 

"Mas também é fato que, se você está procurando alguém para curá-lo e completá-lo – para calar aquela voz interna que sempre sussurrou que você não tem valor –, então está perdendo seu tempo. Por quê? Porque se você ainda não tem consciência do próprio valor, não há nada que seus amigos, sua família ou seu parceiro possam lhe dizer que o convença disso. O Criador lhe deu total responsabilidade sobre a sua vida, e essa responsabilidade traz consigo um incrível privilégio: o poder de dar a si mesmo o amor, o afeto e a intimidade que você talvez não tenha recebido quando criança. (...) Olhe para dentro de si - o amor deve partir de você".

Oprah transformou tudo em lição e compartilhou nas colunas. Ela mesma contou que, ao reler os textos, conseguia se lembrar de quando as escreveu e rememorou vários momentos. Falou sobre como se encontrou de forma espiritual, com as próprias crenças, todos os conselhos que recebeu de amigos, mentoras e pessoas que entrevistou. Que compreendeu que estar livre é ter o poder de fazer escolhas e valorizar a importância de estar viva, poder envelhecer e ver o mundo mais um dia. 

"Eu vivo em estado de gratidão – e, por isso, já fui recompensada um milhão de vezes. Comecei a agradecer por coisas pequenas, e quanto mais grata me tornava, mais minhas recompensas aumentavam. Isso acontece porque aquilo em que você se concentra se expande – e digo isso com toda a certeza. Quando você foca no que há de bom na sua vida, cria mais coisas boas."

Siga em direção aos seus objetivos com toda a força e determinação que puder reunir, e então largue seu plano nas mãos do Poder que é maior do que você e permita que seu sonho se transforme em uma obra-prima. Sonhe alto – muito alto. Trabalhe duro – muito duro. Depois que tiver dado o máximo de si, entregue-se de corpo e alma ao Poder. 

Torne-se a mudança que quer ver no mundo – este é meu lema de vida. Em vez de depreciar, edifique. Em vez de demolir, reconstrua. Em vez de enganar, ilumine o caminho para que todos possamos chegar mais longe. 

E anotei este conselho, que aparece em um dos capítulos iniciais, na agenda: 

"E se tiver que escolher entre ficar sentado e dançar, espero que você dance".

 

- Links: Goodreads livro e autora; site da autora; Skoob; mais dela no Literatura de Mulherzinha.

Arrivederci!!! 

Beta

0 comentários :

Postar um comentário