domingo, agosto 22, 2021

Ciao! 

Disponível na Amazon 

 


Mas este não era seu bebê. Aquele era seu bebê. A outra mulher segurava seu bebê. 

No domingo passado, trouxe a primeira história deste dueto onde duas mulheres se deparam com uma situação apavorante: a troca na maternidade dos bebês a que deram à luz.

A história de Octavia e Alessandro está Para manter um casamento. Agora chegou a vez de saber o que aconteceu com Sorcha e por que ela temia reencontrar Cesar.  

Para conquistar uma paixão – Dani Collins – Jessica 2 Histórias Minissérie 7 (Doces Mentiras) 
(The consequence he must claim – 2016 – Mills & Boon Modern Romance) 
Personagens: Sorcha Kelly e Cesar Montero 

Um parto de emergência seguido da suspeita de troca de bebês parecia pequenos quando Sorcha se deu conta de que reencontraria Cesar após oito meses. E ele reapareceu confuso e magoado por ser informado do nascimento do filho, que não se lembrava de quando esteve com a ex-assistente pessoal. Agora era tudo ou nada: ele queria Sorcha de volta à vida dele, com o filho, como esposa. E eles teriam que lidar com o fato de que ele não tinha a menor ideia de como amar alguém. 

Comentários: 

- Se a situação de Octavia e Alessandro não era fácil, Sorcha também enfrentava problemas complicados. Havia engravidado após uma única vez com o ex-chefe e não pode contar para ele, que sofreu um acidente, ficou internado por um bom tempo e perdeu a memória da última semana antes de ir para o hospital. Ou seja, para ele, os dois nunca tiveram nada íntimo. 

- E como tudo pode piorar, a suposta noiva dele fez questão de deixar claro que ela não era mais bem-vinda, que César confessou a traição e que foi uma “despedida de solteiro”. Sem condições de contar que estava grávida, Sorcha aceitou a carta de recomendação e deixou a Espanha rumo à Inglaterra. Alguns meses depois, ela deu entrada no hospital para o parto de emergência. Tudo deu certo até a descoberta da troca das crianças. Sorcha soube que Cesar foi avisado e estava a caminho. 

– De todas as memórias que eu perdi, a mais enlouquecedora é não lembrar como é fazer amor com você. Mal posso esperar por uma repetição. – Ele se inclinou e cobriu-lhe os lábios com os seus. Então parou, parecendo decidir se aprofundava o beijo ou ficava com um mero gostinho. 

- Cesar não entendia plenamente por que se sentiu irritado e abandonado quando despertou do coma e soube que Sorcha se demitiu e foi embora do país. Agora estava confuso por saber que era o pai do filho dela. Sem duvidar, cancelou o casamento orquestrado pela família e foi reivindicar a mulher que desejava e o filho que nem sabia que estava a caminho.  

- A partir daí, temos a trajetória de construção de um relacionamento, a busca pela confiança perdida entre os dois, o resgate da autoconfiança de Sorcha e Cesar tentando entender os sentimentos pelo filho e, mais importante, pela mulher que sempre desejou e achou que nunca fosse ter.  

- Temos exemplos de sororidade, na amizade nascida em circunstâncias delicadas entre Octavia e Sorcha. Além disso, encontramos exemplos de como as pessoas gostam de ser hipócritas e julgar os outros. E vemos dois adultos que tiveram infâncias complicadas, mesmo em ambientes distintos, enfrentando as inseguranças ao se tornarem pais. Dani Collins acertou na história e encerra o dueto muito bem.  

Dueto

  • Para manter um casamento – Octavia e Alessandro Ferrante
  • Para conquistar uma paixão – Sorcha Kelly e Cesar Montero

- Links: Goodreads livro e autora; site da autora; Skoob; mais dela no Literatura de Mulherzinha. 

Arrivederci!!! 

Beta

0 comentários :

Postar um comentário