sábado, setembro 11, 2021

Ciao!!!

E a Faro Faro Editorial tem novidades variadas em setembro! Confira!!!



“Encontre um jeito, Emma. Encontre um jeito de provar ao mundo que eu não sou o monstro que pintaram. Tenho que ir agora. Eu te amo” 

Foi assim que Victoria Ford encerrou a última ligação de sua vida. Acusada de um assassinato brutal, exposta como uma traidora, apontada como uma mulher promiscua e cruel. Victoria já estava com seu destino traçado para passar o fim de seus dias atrás das grades, mas ela estava no lugar errado, na hora errada... e o que parecia ser o presságio de um julgamento público sofrido e devastador, acabou no momento em que aquele avião bateu em uma das Torres Gêmeas do Word Trade Center.

A Faro Editorial lança este mês “Procure nas Cinzas”, sexto livro do autor best-seller Charlie Donlea, que já vendeu mais de 500 mil exemplares apenas no Brasil, e figura há 2 anos na lista dos mais vendidos do país com seu primeiro suspense, “A Garota do Lago”. Mais uma vez Donlea encanta os leitores com uma trama cheia de segredos do passado, com investigações de tirar o fôlego e uma nova protagonista cativante e misteriosa.

Avery Manson está em plena ascensão em sua carreira. Depois da morte de Mack Carter, ela assumiu o programa de maior audiência da televisão disposta a conquistar os expectadores com histórias de crimes reais ainda mais surpreendentes. E seu faro jornalístico está prestes a conhecer uma história que vai virar a vida de Avery de ponta cabeça.

Uma das vítimas do atentado do WTC teve seus restos mortais identificados através de uma nova tecnologia forense, e Avery vai descobrir que Victoria Ford tem muito mais a contar do que apenas ter sido uma das pessoas que morreram no maior atentado da história dos Estados Unidos.

Ao entrar em contato com Emily, a irmã de Victoria, Avery vai descobrir que a mulher estava envolvida num crime brutal, sendo a principal suspeita do assassinato de Cameron Young, um autor renomado, que teria sido amante e parceiro de práticas BDSM com Victoria. Intrigada com a história que estava em suas mãos, Avery vai descobrir cada vez mais segredos, além de lidar com suas próprias mentiras, que ela gostaria que também estivessem escondidas nas cinzas.

Um thirller alucinante, surpreendente, dinâmico, inteligente, e que vai apresentar uma nova personagem no universo de Donlea, além de reviver o atentado que chocou o mundo 20 anos atrás. 


Muitos fãs de jogos eletrônicos devem imaginar como seria se a vida fosse um videogame, com mochilas espaciais, tanques de guerra, vidas infinitas e bônus a cada fase, mas Jesse Rigsby, de 12 anos, descobre que ser sugado para um videogame não é tão divertido quanto você pensa.  

A Faro Editorial lança este mês “Socorro, caí dentro do videogame”, primeiro livro da nova série infanto-juvenil do selo MilkShakespeare. Criada por Dustin Brady, com ilustrações e aventuras que lembram Minecraft, a história mostra que talvez a vida dentro de um jogo pode parecer ser tão real quando você está dentro desses mundos.  Com muita ação, grandes reviravoltas e toneladas de humor, esta série fará com que seu fã de videogame implore sempre por apenas mais um capítulo.

Jeese, de 12 anos, agora odeia videogames - e por um bom motivo: um personagem de jogo está tentando matá-lo. Depois de ser sugado para o novo jogo Full Blast com seu melhor amigo Eric, Jesse rapidamente descobre que está sendo seguido por uma figura misteriosa. Se ele não descobrir o que está acontecendo rápido, ele ficará preso para sempre! 
Afinal, o que acontece quando seu jogo favorito se volta contra você?


 


É sabido que os leitores se formam desde cedo, e que não existe nada melhor para estimular o amor pelos livros do que apresenta-los para as crianças antes que elas possam ler sozinhas, e pensando nisso que a Faro Editorial traz para o catálogo do selo MilkShakespeare dois livros infantis que falam justamente sobre como os livros são portas para mundos mágicos!

“O livro perdido” de Margarita Surnaite conta a história de Lucas, um garoto coelho que vive numa cidade onde todos amam livros, menos ele. Lucas não entende, afinal, o que os livros têm de tão especial. Até encontrar um livro perdido num buraco, e decidir encontrar seu dono. Lucas entra numa viagem, que vai despertar nele uma paixão sem limites pela leitura.

“Ratinha de livraria”, de Robert Starling, tem um universo bem diferente, já que a pequena Astrid é na verdade uma amante de livros, e em seu primeiro dia de aula, ela vai dividir com os novos colegas esse prazer e apresentar mundos mágicos e possibilidades que eles jamais imaginaram.

Duas leituras ricamente ilustradas, com linguagem acessível para crianças em fase de alfabetização, e também, para leitura em família. 


  

Conspirações para tirar um soberano do trono, filhos bastardos, conselheiros que são traidores, romances proibidos, famílias traiçoeiras, governantes loucos, assassinos e incendiários. Parece roteiro de Game Of  
Thrones, filmes da Marvel e Star Wars? Pois na verdade esses são fatos verdadeiros e aconteceram durante o Império Romano, o maior que nossa história registrou e durou mais de 500 anos e se expandiu por quase toda a Europa, e ainda territórios na África e Oriente Médio.

Conhecer quem foram Augusto, Tibério, César, Marco Antônio, Cleópatra, Nero e Calígula é fundamental não apenas para os amantes de história, mas também por quem tem interesse por sagas medievais e épicas.

A Faro Editorial lança este mês “Nero – e seus herdeiros” e “Calígula” do jornalista, historiador e autor britânico Allan Massie, dois últimos livros que fazem parte da série “Os Senhores de Roma”.

A coleção com seis livros apresenta as principais figuras do império romano, mesclando história e ficção, narrados em forma de autobiografia, partindo de relatos, documentos históricos, livros de memórias e narrativas de historiadores da época, que tem início no ano 27 A.C.

O Império Romano ficou conhecido não apenas pela força, estratégia de guerra e pelo legado que deixou no mundo ocidental, mas também por figuras icônicas que marcaram a sociedade com política, traições, violência e loucura. Grande parte do que entendemos como governo, direitos e sociedade nasceu durante o Império Romano e seus representantes. E a maioria das sagas de ficção medieval e histórica bebem dessa fonte inesgotável de intrigas, aventuras e personalidades únicas.

Em “Nero – e seus herdeiros” vamos acompanhar os acontecimentos de um dos reinados mais curtos e turbulentos de Roma. E em “Calígula”, vamos mergulhar na vida de um dos imperadores mais fascinantes – e insanos – de toda Roma.

Com uma narração em tom confessional, a obra aproxima o leitor da época, de tantos outros personagens, e liga a inúmeros fatos históricos que permeiam nosso imaginário, em filmes, livros e relatos bíblicos.



O direito à liberdade de expressão, o direito a ampla defesa, o direito a liberdade religiosa, e tantos outros que dão ao cidadão o simples direito de viver são algumas das premissas de qualquer democracia. Essas ideias foram expostas de forma detalhada através de artigos que ratificaram os princípios da primeira constituição do mundo e que se tornou modelo para todas as constituições criadas posteriormente, inclusive a brasileira.

A Faro Editorial lança este mês pelo selo Avis Aras “Os Artigos Federalistas”. Escritos por Alexander Hamilton, James Madison e John Jay, “The Federalist Papers” são compostos por 85 ensaios, resultantes de reuniões que ocorreram na Filadélfia em 1787, e tratam de posicionamentos teóricos sobre as questões e deveres coletivos, individuais, sociais, econômicos e culturais – preocupações estruturantes no nascimento daquele país.

Embora escritos há mais de dois séculos, esses ensaios atemporais se transformaram num clássico da ciência política, e até hoje são considerados insuperáveis em amplitude e profundidade sobre quaisquer outros produzidos posteriormente.

Revisitar estas ideias parece muito necessário no mundo contemporâneo, quando o Estado, em inúmeros países, começa a avançar sobre os direitos individuais dos cidadãos.


Jornalista de formação, Rafael sempre foi um curioso nato, e o Oriente sempre despertou sua curiosidade, mas ele jamais imaginou que o fascínio que a China exercia sobre ele ultrapassaria as Muralhas e sua história milenar. Depois de um convite para ministrar aulas numa universidade chinesa, sua vida iria se entrelaçar com uma das maiores ditaturas do mundo, e um enredo que mais se assemelhava a thriller de espionagem se tornaria real diante dos seus olhos. 
Corrupção, intrigas, falsidade ideológica, roubo de propriedade intelectual, controle das comunicações. Parece muito? Trata-se apenas de uma parte do que ele pôde comprovar e que o Partido Comunista Chinês é capaz. Chinobyl é a versão chinesa do desastre russo, e segundo o autor, é uma bomba já armada e que trará consequências mais graves e em todos os 5 continentes.

A Avis Rara Editorial lança este mês “Chinobyl”, livro do jornalista e ex-diretor de Comunicações da Huawei no Brasil Rafael Fontana que revela como o Partido Comunista Chinês age nas entranhas de todos os governos ao redor do mundo. “Chinobyl” – numa referência direta à criação de uma bomba, prestes a explodir, e com consequências mais desastrosas que a de Chernobyl -, Rafael Fontana, revela como funciona o sistema de controle do PCCh, que afeta a vida dos chineses e também sua atuação de lobby e enfraquecimento de governos em todo o planeta.

De professor universitário a jornalista em uma rádio estatal, o autor foi testemunha das garras do comunismo de perto, acompanhando desde a vida de cidadãos comuns, até esquemas da falsidade ideológica envolvendo estrangeiros na China, e os programas de expandir a influência do Partido na política de outros países, através financiamento do grupos locais e tecnologias de espionagem.

Com relatos contundentes de seus tempos de funcionário do PCCh (afinal, empresas e universidades estão sob controle do partido), suas experiências durante 4 anos morando na China – algumas divertidas e outras bastante tensas -, Rafael foi testemunha de como Partido Comunista Chinês controla muito mais do que apenas a vida de seus cidadãos.


Arrivederci!!!

Beta

0 comentários :

Postar um comentário